Autoconhecimento Relacionamento

O Perdão Ajuda a Superar Momentos Ruins

Perdoar para superar

Na Universidade de St. andrews, na Escócia, foi provado que o perdão é a melhor forma de superar uma situação traumática causada pela pessoa. Ou seja, a melhor maneira de esquecer experiências marcantes é procurando uma forma de perdoar os erros.

Escolha um dos profissionais TelaVita para uma consulta psicológica online

CLIQUE AQUI >

 

Sempre achamos que não há como esquecer e apagar da mente algo que nos feriu de alguma maneira, seja de forma física ou psicológica, mas os cientistas escoceses conseguiram provar que pessoas que conseguem de alguma maneira compreender uma ação e decidem perdoar quem a cometeu, tem mais chances de livrar dos seus pensamentos a respeito dos detalhes do acontecido.

Há uma explicação para isso

Quem perdoa supera as experiências negativas, passa a não lembrar do fato constantemente, isto ocorre porque em nosso cérebro as regiões que são responsáveis pelo perdão e pelo esquecimento de coisas ruins estão ligadas. Sendo assim, quando nos permitimos perdoar, também ativamos a região do esquecimento em nosso cérebro e isso irá auxiliar na superação desse momento.

O experimento

Para chegar à essa conclusão, os cientistas fizeram uma amostra com 40 pessoas, onde todas receberam matérias sobre casos de traição, difamação, injustiça, enfim temas que causassem desconforto nessas pessoas. Após a leitura, cada um foi entrevistado e questionados se perdoariam ou não o ocorrido caso fosse com um deles.

Foi assim separado dois grupos: um de pessoas que perdoariam, outro de pessoas que não encontraram a compreensão para perdoar. Após um período de 15 dias, essas pessoas receberam dos cientistas mais uma vez as mesmas histórias, e foram questionados sobre detalhes contidos nos textos, como a situação tema, cenário, motivos para que tudo acontecesse, e puderam constatar com isso que:

  • Quem disse que perdoaria, esqueceu com facilidade dos pontos e detalhes que mais marcaram na história;
  • Quem não conseguiu perdoar, se lembrava de diversos detalhes e mesmo quando foram orientados a perdoarem, não conseguiam desapegar dos fatos, pois não haviam perdoado verdadeiramente, não partiu deles essa ação, pois foi um pedido, um conselho.

Os benefícios da descoberta

Com esse estudo é possível que os profissionais da área psicológica desenvolvam melhor suas habilidades para compreender profundamente o que motiva a revolta de um paciente com uma experiência traumática por exemplo, e orientá-lo da melhor forma para que ele consiga superar esse momento ruim, tentar perdoar com o tempo, por mais difícil que seja e se permitir assim deixar alguns fragmentos marcantes sumirem de suas lembranças.

Através dessa pesquisa também é possível entender o melhor caminho para superar pequenas desavenças, brigas e desentendimentos que estão a desequilibrar a vida de alguém.

E os benefícios do perdão vão muito além disso, outras pesquisas apontam que pessoas que não se prendem a raiva, tem menos chances de desenvolverem problemas de pressão arterial e possuem um sistema imunológico superior ao de quem não consegue superar momentos desagradáveis.

Portanto, quando não encontramos motivos o suficiente para perdoar alguém, podemos focar a ação em nosso benefício, por amor-próprio, pois sabemos que isso só fará bem para nós.

E mais uma observação: perdoar a si próprio dos seus erros também possui ainda mais benefícios, evita estresse, depressão e diversos outros problemas físicos e psicológicos causados pela autocobrança.

Saiba mais sobre você e tome as melhores decisões pra sua vida com a ajuda de um psicólogo!

FAÇA UMA CONSULTA ONLINE >

Você Também Pode Gostar De: