Doenças Psicológicas

Conheça mais sobre a Síndrome de Peter Pan

transtorno de peter pan

Encontrar pessoas infantis ultimamente não é muito difícil, não é mesmo? Sabia que essa postura pode ir muito além do que um comportamento imaturo, e essas pessoas precisam na verdade de tratamento psicológico? Infantilidade pode ter nome: Síndrome de Peter Pan.

Escolha um dos profissionais TelaVita para uma consulta psicológica online

CLIQUE AQUI >

 

Ela foi estudada em 1983 pelo Dr. Dan Kiley, e atinge muitos homens e mulheres que vivem normalmente em sociedade como se estivessem felizes e completos, mas internamente se massacram com pensamentos negativos e angústias.

São pessoas que se sentem insatisfeitas com absolutamente tudo e não assumem responsabilidades nas suas ações, consequentemente passam por níveis altíssimos de ansiedade, depressão e problemas com a autoestima.

O que é Síndrome de Peter Pan?

Essa síndrome desperta nos indivíduos comportamentos infantis e inseguros, que os impedem de amadurecerem como qualquer ser humano e acabam falhando em diversos assuntos na vida adulta.

A maioria dessas pessoas sabem que agem diferente do padrão, mas se recusam a crescer. Possuem muito medo de serem rejeitadas pela sociedade, e principalmente de serem julgada,s.

O transtorno foi batizado com o nome de Peter Pan porque as atitudes das pessoas com essa síndrome é exatamente a de viver em um mundo imaginário, onde elas não têm a obrigação de amadurecer. Por este motivo, elas não possuem sucesso em suas relações profissionais, familiares e amorosas.

O apego com a fantasia é tão grande que eles não conseguem se desprenderem dos pais por exemplo, continuam vivendo dependentes dos seus responsáveis e possuem uma grande dificuldade em se aprofundarem em outras relações, o medo de viverem o real é gigantesco para eles.

Diversas pesquisas constataram que esse transtorno é mais comum entre homens do que em mulheres. O que mais preocupa é o aumento da incidência de casos diagnosticados com a síndrome.

Os pesquisadores acreditam que um contraste no mercado atual é um dos principais fatores que levam essas pessoas desencadearem esse medo agudo e exacerbado. Nós vivemos em uma sociedade onde atingir altos postos e se realizar por completo em uma carreira é cada vez mais difícil, mas por outro lado a indústria do consumo imediatista alimenta o ego com diversos produtos desnecessários mas que despertam nossa atenção. Portanto, as pessoas passam a se contentar com o que podem ter e não se prendem ao sonho de enriquecimento pessoal que só obterá com muito empenho. O que gera uma falta de compromisso maior tanto para com a empresa, quanto para a si mesmo.

Esse cenário possibilita àqueles que possuem o problema a não se dedicarem a algo, portanto não criam raízes em nenhum lugar e trabalham quando se acham realmente em necessidade para isso. Mesmo que o país passe por alguma crise e eles não consigam encontrar nada, pelo menos terão a boa desculpa do momento ruim pelo qual o mercado passa.

 

Característica da Síndrome de Peter Pan

Eles aparentam arrogância, mas escondem uma fragilidade emocional muito grande. Por conta também de estarem sempre em um mundo de fantasias, a curiosidade e criatividade são aguçadas. Eles se esforçam e despertam atenção e admiração de algumas pessoas, porque aparentam levar a vida leve e sempre demonstram grande felicidade, mas em sua mente os conflitos, medos e tristezas são constantes. São inseguros, exigentes, magoados e intolerantes.

Nos relacionamentos trocam de parceiros(a) várias vezes, mas quando gostam e percebem que podem confiar, não conseguem desapegar!

Reconheça as características de uma pessoa com SPP:

  • Insegurança;
  • Pouca autoestima;
  • Se relacionam com pessoas mais novas;
  • Sempre dão desculpas para tudo;
  • Não possuem responsabilidades;
  • Insatisfação;
  • Não se esforçam para conseguir algo;
  • Egoístas;
  • Gostam de ordenar e criticar;
  • Necessitam chamar atenção;
  • Se comportam como crianças;
  • Choram com facilidade.

É importante lembrar que pessoas que sofrem dessa crise, mesmo que saibam que estão erradas, elas não conseguem mais se policiarem. Pois possuem de fato uma grande insatisfação e insegurança com elas mesmas, isso tudo atua em um grau tão forte em seu psicológico que as chances de desencadearem depressão e consequentemente outros problemas é altíssima.

Causas da Síndrome de Peter Pan

Existem inúmeros fatores psicológicos que levam uma pessoa a desenvolver essa síndrome. Podem ocorrer sim por fatores que se desencadearam na infância, são eles:

Um período de infância muito feliz e completo, por isso gera medo de crescimento ou da responsabilidade. Sentem necessidade do conforto da casa dos pais, e se assustam ao verem as muitas possibilidades e incertezas que uma vida adulta apresenta.

Ou uma infância perturbada e que não foi bem vivida. Nesse caso, há o desejo de da liberdade de criança, e ela não aceita que quando adulta não poderá mais vivê-la e terá que enterrar algo que não usufruiu.

Tratamento

O mais aconselhável é buscar um tratamento psicológico adequado, para que o paciente possa em primeiro lugar assumir que possui a doença e buscar junto com um profissional melhorias e crescimento. A aceitação do problema e a vontade de superá-lo é o primeiro e mais importante passo para o crescimento pessoal e cura.

O tratamento psicológico irá detectar traumas e identificar maneiras de superar a insegurança e imaturidade, para que de forma livre a pessoa consiga superar frustrações e assumir com alegria e responsabilidade o seu mundo real.

 

Não há porque nos desligarmos do que fomos ou vivemos quando menores, o que é preciso é a aceitação. Se a infância foi repleta de alegrias, que elas sejam motivadoras e inspirem a vida adulta, que sirvam de alimento para correr atrás dos objetivos sem medo, não precisamos sermos infantis para sermos felizes.

Mas, se o passado foi traumático e o fato de não ter o desfrutado como deveria é o que pesa, lembre-se que uma nova fase da vida também é algo a se desfrutar e preencher com realizações. Não vá repetir o processo de perder uma etapa do seu desenvolvimento, pois isso se tornará um ciclo sem fim de suscetíveis erros e falhas.

O mais importante é o que somos hoje, e o que nutrimos para nos beneficiarmos no amanhã, siga sempre com um passo a frente, nunca o contrário.

Psicólogos experientes disponíveis para ajudar no seu tratamento

VEJA TODOS OS PSICÓLOGOS >

Rate this post

Você Também Pode Gostar De: