Wearables: quando a tecnologia e saúde andam juntas

0
1013
tecnologia vestível

Embora a palavra wearables não seja comum para muitas pessoas, sua utilidade passa a ser cada vez mais presente em no dia a dia.

Alinhar tecnologia e saúde é uma das principais metas dessa ciência, e nesse último ano pode-se observar grandes evoluções nessa área com produtos que mudarão completamente o modo de enxergar a distância, espaço e a forma de se cuidar da saúde de diversas pessoas.

O que são wearables?

Talvez você não tenha ainda escutado falar do termo, mas provavelmente já ouviu algo sobre algum produto do tipo. Wearables são “roupas tecnológicas” ou “tecnologias vestíveis”.

Este artigo é sobre o uso desses aparelhos na área da saúde, mas seu conceito geral é muito mais abrangente do que somente esse mercado, portanto eles são dispositivos facilitadores de atividades, com diversas finalidades e atribuições.

Essas peças, – podendo ser elas roupas ou qualquer tipo de acessório como: relógios, brincos e pulseiras – conseguem monitorar a saúde de quem as utilizam quando voltadas à esta finalidade. Ou seja, para um diabético por exemplo, um relógio diferenciado capaz de checar a qualquer momento  o nível de glicose no sangue, ou ainda um acessório mais completo que faz um check-up inteiro de glicose, colesterol, triglicérides, entre outros dados que podem ser coletados.

Apesar da divulgação maior de acessórios sobre essa categorias de “vestíveis”, também encontramos uma infinidade de outros produtos que realizam trabalhos mais específicos, todos em prol do bem-estar de seus usuários. Essa tecnologia na saúde permite uma melhor qualidade de vida e principalmente, futuramente poderão ser a principal chave para garantir a longevidade do ser humano.

Deve-se porém diferenciar a tecnologia de última linha de um produto, como pode-se notar em relógios, com o que é de fato um wearable. Nem sempre os últimos avanços tecnológicos são wearables, para isso eles precisam ser aparelhos que tenham conexão com a internet ou outros dispositivos.

Como um exemplo de linhas de última geração nota-se com facilidade aparelhos que incentivam a pessoa a organizar-se e manter uma vida mais saudável quanto a alimentação e exercícios. Estes são conhecidos como smartwatches ou smartbands, onde possuem uma conexão direta com os smartphones que mostram toda a checagem realizada pelos dispositivos.

Exemplos de wearables aplicados à saúde

BabyBe

Esse aparelho foi criado com o intuito de ajudar o desenvolvimento dos mais de 15 milhões de bebês prematuros que nascem por ano.

Trata-se de uma espécie de acolchoado biônico que conecta a mãe e a criança em uma incubação artificial. Sendo assim, a incubadora onde estará o bebê recebe informações táteis da mamãe, criando um ambiente mais tranquilizador para o pequeno, diminuindo as taxas de estresse e auxiliando em seu fortalecimento.

Open Hand Project

São mãos robóticas criadas a partir de impressoras 3D, com o intuito de possuírem um baixo custo para poderem assim, atender com maior facilidade os usuários que dependem desse tipo de prótese.

O produto além de baixo custo oferece a maioria das funções comuns da mão humana, onde por meio de eletrodos que “conversam” com os músculos existentes são enviados os sinais de movimentos para as mãos artificiais.

Um tipo de mão robótica que atende os mesmos propósitos tem um custo de £25.000 a £80.000, já a Open Hand custa £650.

O que esperar desse mercado na área da saúde?

Com a constante evolução da tecnologia, os wearables aplicados à saúde poderão beneficiar de diversas maneiras: desde o cuidado para que não se desenvolva problemas característicos do mundo moderno, (como diabetes e colesterol elevado) no auxílio de tratamentos de pessoas que já possuem algum tipo de problema de saúde ou restrições de condições físicas.

A constante inovação tecnológica permite também que haja uma forma de compactar funções necessárias em um único aparelho que facilitará todo o processo de organização e controle, tudo isso em contato direto com o próprio corpo do usuário.

Meios de tecnologia estarão disponíveis de maneira mais fácil para o homem, assim como o atendimento de saúde online, onde a distância não é mais um fator que influencia na decisão de uma consulta. Isso graças ao avanço tecnológico que permite conectar paciente e profissional com alta qualidade, transformando assim qualquer local em um ambiente favorável para atendimento desde que haja conexão com a internet.

Com essas possibilidades a humanidade pode continuar a sonhar com qualidade e expectativas maiores de vida, estando esse um cenário não muito distante dos dias atuais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.