Terapia: posso trocar o meu psicólogo?

psicólogo

Quando as pessoas começam a fazer terapia, muitas dúvidas surgem quanto ao vínculo profissional. E muitas dessas questões é acerca da possibilidade de mudar de psicólogo. Afinal, será que o paciente pode trocar de psicólogo?

Para que essa relação dê certo, é preciso confiança entre paciente e profissional. Esse aspecto é fundamental para a pessoa conseguir falar, se abrir sobre as questões mais profundas da vida e, consequentemente, evoluir nas sessões.

Entretanto, sabemos que em algumas situações tal relação pode não estar dando certo. Por conta disso, é necessário avaliar a questão para definir o prosseguimento do processo terapêutico.

Encontre seu psicólogo online

A terapia não deixa de ser um relacionamento. E nem todo relacionamento dá certo, independente se ele seja de amizade, romântico ou profissional. Qualquer relação corre o risco de acabar por vários motivos.

Então, não tenha medo: sim, você pode trocar de profissional. Não é raro que o vínculo com o especialista acabe ou não dê certo.  Esta chance de rompimento existe em qualquer relacionamento.

LEIA MAIS: Como sugerir que outra pessoa faça terapia?

E no caso desta relação, os motivos são os mais diversos: se a relação não foi construída com afeto e verdade do terapeuta; se o terapeuta erra em sua visão sobre o caso ou perde o timing das intervenções; se o paciente sente que parou de evoluir com aquele profissional; ou até mesmo estilos de comunicação inadequados, que está além do controle do psicólogo.

O que fazer antes de trocar o profissional

Leve em consideração algumas questões antes de tomar qualquer decisão sobre trocar de profissional. Dessa forma, quando o paciente sentir que o vínculo está desgastado, é interessante levar essa demanda ao psicólogo para que entendam juntos o que está acontecendo.

Vale ressaltar que pode acontecer alguma resistência ao processo terapêutico e, caso isto não seja tratado, muitas vezes, a pessoa vai ficar trocando de terapeuta e nunca finalizará um tratamento.

Conheça a clínica de terapia online Telavita

Além disso, é necessário prestar atenção em como está sendo a construção da relação com o psicólogo no início do processo terapêutico. O acolhimento é um aspecto fundamental desse elo, então, analise se você se sente bem e confortável com o profissional.

Ainda, é importante lembrar que cada psicólogo segue uma linha da psicologia e, assim, cada linha tem uma forma de auxiliar as pessoas. Dessa forma, vale pesquisar a abordagem que mais tem a ver com você.

Trocando de psicólogos

Entretanto, se no decorrer das sessões, você sentir algo de errado mesmo já tendo conversado com o psicólogo, então, talvez o melhor a se fazer é trocar de profissional.

Se a opção pela troca de profissionais for inevitável, fale ao novo terapeuta as situações que já trabalhou com o antigo especialista – afinal, o novo não o conhece. Esse processo de troca pode ser exaustivo no início, mas também positivo.

LEIA MAIS: Preciso revelar todos os meus segredos ao psicólogo?

Para facilitar esta troca, o ideal é pedir para o profissional que o acompanhava para escrever um relatório ao novo, apontando as questões trabalhadas. Além disso, também é válido realizar a troca de contato entre psicólogos, pois, dessa forma, fica até mais fácil para os profissionais se entenderem.

O principal de tudo é estar aberto a iniciar o processo novamente. Isso também vale para quem pensa em ir pela primeira vez. Ao contrário do que muito se pensa, terapia é para todos. Não se trata necessariamente de trabalhar questões dolorosas, mas de um meio para evolução pessoal, que pode trazer muito mais qualidade de vida.

Agende agora uma consulta com psicólogo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.