Como lidar com a saúde mental dos colaboradores no ambiente corporativo

0
2721
saúde mental

Mesmo nos dias atuais, o tema “saúde mental” ainda é visto com tabu e preconceito no Brasil. Problemas psicológicos são interpretados como frescura ou como doenças de pessoas “dramáticas”.

Por reações como essa, é que muitas pessoas evitam buscar por terapias, preferindo cuidar das suas questões de maneira isolada, sem dar a devida atenção. No entanto, como já sabemos, as consequências desse descaso afetam a rotina no ambiente do trabalho.

Agende agora uma consulta com psicólogo

O tamanho do problema

Segundo uma pesquisa da Robert Walters, empresa especializada em recrutamento, 88% dos profissionais consideram importante – na hora de avaliar uma nova oportunidade no mercado – empresas oferecerem políticas de saúde mental.

Ainda conforme o estudo, 62% dos entrevistados disseram que ter algum líder na companhia falando abertamente sobre o assunto os deixaria mais confortáveis, caso fosse preciso uma conversa.

LEIA MAIS: 5 formas de os líderes apoiarem a saúde mental dos colaboradores

Segundo dados do Ministério da Saúde, a prevalência de depressão ao longo da vida no Brasil está em torno de 15,5%, ou seja, aproximadamente 32 milhões de pessoas irão sofrer com a doença em algum momento.

Para se ter uma ideia, uma pesquisa realizada pela consultoria Falconi, que tem foco em gestão, aponta que 37% das companhias registraram aumento de doenças psiquiátricas como depressão, síndrome de burnout e distúrbios emocionais durante o último ano, com a chegada da pandemia.

Como lidar com a saúde mental dos colaboradores

Diante dos números, está claro que as empresas precisam refletir se estão proporcionando um ambiente seguro aos funcionários e solicitando demandas que ocupam apenas o horário comercial.

Nos dias atuais, há muitos relatos de colaboradores exaustos com a rotina de trabalho intensa. Além disso, por se tratar de pessoas e relacionamentos, é fundamental que a empatia esteja presente no ambiente corporativo. Essa é uma virtude valiosa, já que todos nós somos suscetíveis a erros, frustrações, principalmente sob pressão.

Conheça a clínica de terapia online Telavita

As companhias precisam estar abertas a essas discussões e compreender a dor do próximo, diminuindo os desentendimentos, aumentando a produtividade e melhorando o trabalho em equipe.

Afinal, é preciso que os funcionários estejam bem e tenham prazer em desenvolver as suas funções. Estamos lidando com seres humanos e temos que tratá-las como indivíduos únicos, que tem dificuldades e precisam de ajuda.

A importância de programas de saúde mental

Além disso, as companhias precisam entender que despender de dinheiro com programas de saúde mental é, na verdade, um investimento à longo prazo. E os números demonstram isso.

Sabemos do preconceito do tema dentro das empresas. E bancar um projeto visando a melhora de bem-estar da população interna da corporação, pode não estar nos planos de despesas prioritárias.

LEIA MAIS: Riscos psicossociais do adoecimento físico e mental no trabalho

Entretanto, esses programas deveriam ser priorizados. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada dólar investido em saúde mental, é possível observar um retorno de até quatro dólares em saúde e produtividade.

Sendo assim, tratar de saúde mental no ambiente corporativo é falar de investimento. E isso pode ser feito de diferentes maneiras: desde educação até psicoterapia.

Como investir em saúde mental

A forma mais efetiva de realizar isso é atuar na prevenção, ou seja, trabalhar de maneira a evitar que os colaboradores cheguem no limite psíquico enquanto exercem a sua função.

Para tal, precisamos, saber o que está acontecendo dentro da empresa. Então, pesquisas de clima são uma ótima forma para entender como as pessoas estão realmente no dia a dia.

Além disso, é fundamental investir na educação da população interna, afinal, saber reconhecer o problema é o primeiro passo para lidar com a situação e pedir uma eventual ajuda. E isso pode ser feito de diversas maneiras: palestras, rodas de conversa, one-on-one, etc.

Ainda, o auxílio psicoterápico é valioso nesses momentos. Oferecer sessões de terapia dentro do ambiente corporativo permite lidar com diferentes situações de estresse mental dentro da companhia. Dessa forma, o psicólogo conseguirá ajudar as pessoas que estão passando por alguma doença mental, além de atuar na prevenção de novos casos.

Encontre seu psicólogo online

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.