Sou homossexual (ou bissexual, ou pansexual) e agora? Como assumir a homossexualidade?

Assumir homossexualidade

Dia 11 de outubro é celebrado o dia internacional de saída do armário. O dia de assumir sua homossexualidade!

Homossexualidade é pecado?

Desde que o cristianismo se estabeleceu no mundo, a sexualidade vista como correta, está exclusivamente relacionada com a penetração pênis – vagina, com o único objetivo de procriar.

Logo, todo tipo de sexualidade que não fosse com esse fim, era considerado sodomia.

Então sexo por prazer, sexo homossexual, bissexual, pansexual, fetiches, práticas de sadomasoquismo, exibicionismo, voyeurismo, sexo anal e oral são exemplos do que era chamado de sodomia. 

As demais religiões monoteístas como o judaísmo e islamismo, também consideravam o sexo para procriação como sendo a única forma de sexo correta.

Após o feudalismo, com a formação dos estados modernos, a sodomia passou a ser crime em muitos países.

Já no século XIX, a sodomia passou a ser considerada uma doença pela psiquiatria. Tratamentos eram feitos para tentar curar os sodomitas, como eletrochoques, transplantes de testículos daqueles definidos como heterossexuais, lobotomia, internações em hospícios, etc.

Antes das religiões monoteístas se estabelecerem no mundo, a sexualidade era vivida de outra forma. Basta pesquisarmos sobre a sexualidade no mundo antigo como Mesopotâmia, Egito, Grécia e Roma. As práticas consideradas homossexuais eram melhor toleradas.

Conheça mais sobre você e sua sexualidade!
Confie em um profissional e fale com o PEDRO.

A revolução sexual

É verdade que a partir da década de 1960, houve uma revolução sexual no mundo.

E a mulher passou a contar com a pílula anticoncepcional, ter maior independência financeira e poder se divorciar. Novas configurações de famílias foram sendo formadas.

Então o conceito sobre sexo foi se desvinculando da procriação e vinculando-se também ao prazer. 

Entretanto, sabemos que não se muda séculos e séculos de cultura e tradições de uma hora para outra. As religiões monoteístas estão dominando o planeta por muito tempo, ditando costumes e tradições na organização social.

Ainda em alguns países a sodomia é crime, punido inclusive com a pena de morte. Todavia, a Organização Mundial da Saúde não considera mais a homossexualidade um crime desde 1992.

Então não há problema em assumir sua homossexualidade!

Quando você escolheu ser heterossexual ou homossexual?

Os costumes e normas de gênero dizem que uma pessoa do sexo biológico masculino deve se atrair somente por mulheres e desenvolver uma identidade de gênero exclusivamente masculina.

Então quem nasceu com um sexo biológico feminino, deve se atrair somente por homens e desenvolver uma identidade de gênero apenas feminina. O gênero é uma construção social e histórica. Não passam de papéis, convenções e características atribuídas para cada gênero. Ele não é uma essência natural que irá se manifestar.

Pois bem, o gênero e o sexo feminino foram construídos socialmente como sendo fracos, passivos e submissos.

Já o gênero e o sexo masculino foram sendo construídos como sendo fortes, ativos e dominadores. Nossa sociedade se desenvolveu de forma competitiva e totalitária, logo, o gênero e o sexo masculino são mais valorizados.

A homossexualidade masculina foi associada aos aspectos femininos. Porque socialmente acredita-se que só elementos do feminino irão se atrair por elementos do masculino.

Então as lógicas que operam a compreensão sobre os sexos e gêneros estão baseadas no sexo para procriação, onde é preciso existir o masculino e o feminino para gerar uma outra vida.

Quando por exemplo o rapaz se descobre homossexual, bissexual ou pansexual, todo esse conjunto milenar de preconceitos, normas, papéis e tradições acabam vindo à tona.

Não tenha vergonha e confie em um profissional! Fale com o PEDRO.

A vergonha da descoberta homossexual

Muitos acabam sufocando suas sexualidades por medo ou vergonha. Aqueles que são “descobertos”, geralmente sofrem muito bullying na escola. Adotam práticas sexuais “escondidas” e distorcidas. Podem se envolver com uso abusivo de drogas e sexo desprotegido.

Tudo isso ainda pode acarretar quadros psicológicos e psiquiátricos de depressão e ansiedade. A família e amigos podem hostilizá-los tanto, que é possível que saiam ou são expulsos de casa em idade precoce. Outros podem idealizar ou até mesmo cometer suicídio.

O que fazer para assumir homossexualidade?

Buscar ajuda especializada de um psicólogo ou psiquiatra pode ser um bom começo para assumir sua homossexualidade.

Outra forma de empoderar-se é estudar a respeito da sexualidade. Filosofia, psicologia, psiquiatria, sociologia e história podem auxiliar bastante na compreensão da construção social e histórica das sexualidades consideradas erradas e desviantes.

Mas o trabalho de psicoterapia, aliado à praticas espirituais e de autoconhecimento são muito poderosas no enfrentamento dos preconceitos. O pior preconceito, no entanto, é o preconceito contra si mesmo.

E esse é chamado tecnicamente de homofobia internalizada.

Se você quiser ler mais a respeito, publiquei um texto sobre homofobia internalizada aqui.

Confie em um profissional e fale com o PEDRO!

Artigo anteriorMeritocracia e as implicações psicológicas em você
Psicólogo Pedro Sammarco - CRP 06/66066
Desde que me formei em psicologia em 2002 já iniciei meus atendimentos em consultório, onde estou até hoje. Logo em seguida fiz cursos na área clínica em gestalt-terapia e psicoterapia existencial. Dediquei-me também aos estudos de mestrado e doutorado voltados a psicologia social, sexualidade e envelhecimento. Além disso, sou plantonista voluntário do Centro de Valorização da Vida (CVV) desde 1998, prestando apoio emocional e psíquico. É importante mencionar que atuei cinco anos como psicólogo clínico no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP. Quando solicitado, palestro em escolas, ONGs, dentre outros. Também atuo como psicólogo voluntário em ONG que presta amparo ao LGBT idoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.