A importância do sono para os estudos

0
899
sono e estudo

Você já passou a noite estudando e tentando memorizar um conteúdo na véspera da prova? Ou então já cansou de tanto ler capítulos sem fim e teve que recomeçar tudo de novo por causa do sono? Se a resposta foi sim, saiba que esse hábito não é nada bom para a sua saúde e muito menos no rendimento da prova em questão.

O sono é vital para a sobrevivência. Seu efeito restaurador é essencial para a saúde do organismo e age na capacidade dos indivíduos sentirem-se bem durante o dia. Isso acontece porque, durante o sono, o corpo remove do cérebro proteínas tóxicas, as beta-amiloides e, se não forem removidas, interferem com o funcionamento do cérebro.

O sono possui quatro fases, sendo que cada uma delas é responsável por uma atividade diferente. Segundo a Clínica do Sono, essas são as características dos tipos de sono:

  • Fase 1:  se caracteriza pelo sono leve e consome cerca de 10% do período da noite; consiste numa transição entre a vigília e o sono. “As ondas cerebrais desaceleram e a atividade muscular do corpo despenca, o que pode gerar espasmos e sensação de queda. O sono leve acontece a partir da liberação da melatonina, o hormônio do sono, cuja liberação acontece quando começa a escurecer e o nosso corpo entende que chegou a noite.”

  • Fase 2: aqui é o sono médio, responsável por 45% do período do sono cuja característica mais marcante é o descanso absoluto do movimento dos olhos. “As ondas cerebrais ficam tão lentas quanto as de quem pratica meditação, com algumas altas eventuais. A temperatura do corpo e a pressão sanguínea diminuem.”

  •  Fase 3:  o sono profundo toma conta e abrange cerca de 25% da noite. Aqui, o cérebro libera ondas lentas, tornando o despertar mais difícil. “Nesta fase podem acontecer episódios de terror noturno e sonambulismo.”

  • Fase R.E.M.: “as ondas cerebrais disparam e chegam a mesma velocidade do estado de vigília. A atividade cerebral está em alta, assim como a respiração e pressão sanguínea. Os olhos se movimentam rapidamente e é nessa faze que acontecem os sonhos.”

A importância das fases 1, 2 e 3 são enormes para a saúde física do corpo, pois nelas ocorrem a restauração dos tecidos, aumento da massa muscular e liberação do hormônio do crescimento.

Confira também em nosso blog dicas para um estudo menos estressante.

Os efeitos do sono nos estudos

Jakke Tamminen, professor de psicologia da Universidade Royal Holloway, do Reino Unido, estudou os efeitos do sono na construção da memória e absorção de conhecimento e da linguagem.  Em uma de suas pesquisas, o professor forneceu aos voluntários um novo vocabulário a ser fixado pela memória e, então, pediu que ficassem acordados pela noite adentro. 

Tamminen observou o quanto os voluntários lembraram da palavra mesmo depois de muitas noites. Então, concluiu que isso influenciou na rapidez e na intensidade com que absorveram a palavra quando comparados aos que tiveram uma boa noite de sono. Acredite, a diferença foi enorme!

A hora de dormir é essencial para o aprendizado. “Mesmo que você não esteja estudando quando está dormindo, seu cérebro está estudando. É quase como se ele estivesse trabalhando por você. Por isso você não terá o retorno esperado do tempo que aplicou aos estudos se não dormir bem”, explica o professor.

A fase conhecida como Sono de Ondas Profundas (non-REM) tem profundo impacto no desenvolvimento da linguagem. É nele que a memória é formada e retida, e onde há a interação de diferentes partes do cérebro.  Durante essa fase, o hipocampo, área responsável pelo aprendizado rápido, está em comunicação com o neocórtex, responsável pela consolidação da memória de longo prazo.

Desse modo, a nova palavra aprendida durante o dia é decodificada pelo hipocampo e consolidada pelas inúmeras conexões e trabalho contínuo do sistema neocortical.

Ou seja, a ciência comprova que, passar a noite estudando ou dormir mal, interfere no ciclo do sono, o que impacta diretamente na absorção de conhecimento e na consolidação da memória. Respeitar todos os estágios do sono pode ser uma questão crucial para não levar um zero do seu cérebro. Fique atento e estude, mas jamais se force para ficar acordado, isso pode colocar em risco tanto a saúde, quanto o seu desempenho escolar.

FONTE: BBC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.