Amizade: Ajudar o próximo faz bem para a mente!

0
45
ajudar alguém

Existe uma coisa que adultos e crianças concordam inteiramente: Toy Story é uma das melhores animações já criadas. É só ir em qualquer sala de cinema e ver que tanto crianças, quanto adultos, estão lá, vidrados no novo filme da franquia, Toy Story 4. Um dos inúmeros motivos pelo qual somos apaixonados pela história desses brinquedos falantes dá nome à música-tema do filme, “Amigo estou aqui” (“You’ve got a friend in me”). É que a história gira em torno do tema amizade, seja entre os brinquedos Woody e Buzz Lightyear, ou até mesmo entre Andy, o humano, com seus brinquedos amados.

Já são 4 filmes para a conta e nunca nos cansamos de ver Buzz, Woody, Sr. Cabeça de Batata, Rex, Jessie, e outros dos brinquedos de Andy salvarem a pele um do outro. E você sabia que ser altruísta e ajudar um amigo pode contribuir e trazer benefícios psicológicos e emocionais para você? Já escrevemos um artigo sobre os benefícios de realizar um trabalho voluntário, como ações sociais, por exemplo, mas é sobre ajudar pessoas próximas que falaremos agora, afinal, a amizade é um dos relacionamentos mais fortes que construímos ao longo da vida.

O jornal científico Psychosomatic Medicine: Journal of Biobehavioral Medicine publicou um estudo no qual afirma que ajudar os outros, especificamente pessoas próximas, realmente ajuda a sua saúde física e mental. Isso por que uma ação social altruísta com algum amigo ativa as regiões do cérebro ligadas ao cuidado parental, que é associada a efeitos positivos na saúde, diferentemente de quando fazemos doações à instituições ou campanhas das quais não temos vínculo algum. Mas não entenda mal! Ajudar instituições é ótimo e faz um bem danado para quem doa, e para quem recebe, é só que ajudar um amigo pode trazer ainda mais benefícios cognitivos!

Confira os benefícios do trabalho voluntário!

“Nossos resultados destacam os benefícios únicos de fornecer suporte direcionado e elucida as vias neurais pelas quais dar suporte pode levar à saúde”, contam Tristen Inagak e Lauren Ross, da Universidade de Pittsburgh, Estados Unidos.

O que é altruísmo? O significado de altruísmo segundo o dicionário Aurélio é “inclinação para procurarmos obter o bem para o próximo”, ou seja, é ajudar o próximo sem esperar nada para si em recompensa. A pessoa altruísta não pensa no ganho próprio, mas se regozija de ver que possibilitou o outro ficar bem e feliz.

Assim, a pesquisa que citamos anteriormente leva em consideração que as pessoas têm atitudes altruístas realmente fortes quando se conectam emocionalmente com a pessoa ou situação que estão apoiando. Isso foi provado através de uma avaliação emocional com os participantes do estudo aliada à uma ressonância magnética funcional que detectou maior redução na atividade da amígdala, que tem relação com o sentimento de medo e estresse, quando as pessoas analisadas ajudavam — ou imaginavam que ajudavam — alguém próximo.

Como posso ajudar as pessoas?

Muita gente pensa que ajudar o próximo, seja ele amigo ou não, é ter dinheiro. No mundo de pura correria e estresse o que as pessoas mais querem é sentir…sentir amor, amizade, apoio e segurança. Ajudar alguém às vezes não requer dinheiro e, sim, atitudes simples, por exemplo…

Ajudar o próximo é ter empatia

Empatia é se colocar no lugar do outro. Refletir como você se sentiria se o que acontece ao seu amigo, acontecesse com você. É como um trabalho de ator, que precisa se colocar no papel do outro, sentir aquelas emoções e conflitos, para realmente saber como é. Muita gente não tem essa sensibilidade, mas ela pode ser trabalhada todos os dias, com qualquer um, a qualquer hora. Esteja de olhos e ouvidos abertos para notar quando alguém precisará de sua empatia, afinal, todos sempre precisam.

Ouvir. Realmente ouvir

Na era das redes sociais, o que a grande maioria busca é aparecer, ganhar curtidas e ser popular. Esse comportamento se reflete na vida offline, onde todos querem contar os feitos ao invés de ouvir o que o outro tem a dizer. Por isso, quando sair com um amigo, preste atenção no quanto você fala, e no quanto você ouve. Ás vezes aquela pessoa só precisa ser ouvida.

Doar  tempo

Com que frequência você diz a um amigo “Desculpa, estou sem tempo”? Por mais que a nossa vida seja, de fato, corrida e estressante, nós é quem criamos o tempo baseado em nossas prioridades. Que tal rever as suas e pensar mais no tempo que você pode dispor a ajudar um amigo?

Saiba como desenvolver inteligência emocional

Se Woody e Buzz fossem humanos, seriam os seres com maior bem-estar mental e emocional que já existiram, afinal, quantas vezes eles já não se ajudaram apenas por amor e amizade? Na música-tema do filme, “Amigo estou aqui”, o sentimento fica claro na estrofe:  “Amigo, estou aqui! Os seus problemas são meus também e isso eu faço por você e mais ninguém. O que eu quero é ver o seu bem. Amigo, estou aqui!”!

Avalie este post!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.