Você sabe como identificar bons profissionais na hora de contratar?

0
101
contratar bons profissionais

Nem sempre é fácil acertar na hora da contratação. Um bom currículo e um ótimo perfil profissional muitas vezes não são o bastante para dizer quem é o melhor profissional, afinal, as qualidades pessoais também contam muito. O sucesso profissional não é pautado somente em experiência e inúmeras certificações, mas sim no que aquele candidato tem a oferecer, crescer e aprender com os empregadores.

Ken Sundheim é CEO da KAS Placement Sales and Marketing Recruiters, empresa especializada em recrutamento e desenvolvimento de RH nas áreas de vendas e marketing. Em um artigo publicado no blog Personal Branding, o especialista afirma que não existe um candidato perfeito. Para ele, o bom profissional é aquele que constantemente se esforça para melhorar suas habilidades e progredir profissionalmente, afinal, não é todo mundo que já nasceu sabendo ser líder, organizado ou pontual.

Sundheim reuniu algumas dicas de características que gerentes de RH e recrutadores prestam muita atenção na hora do processo seletivo. Vamos a elas!

Liderança

Muitas características de um líder podem ser aprendidas, como pró-atividade, organização e dinamismo. As empresas desejam ter em seu staff profissionais que acreditem no futuro de suas marcas, que queiram progredir e inspirar os outros a progredirem também. Ser pró-ativo é sugerir ideias e mudanças; ter autonomia para criar e pensar na solução de problemas e desafios.

Resiliência

O significado de resiliência, no latim, é “resiliens”, ou seja “ricochetear, pular de volta”, “voltar ao estado normal”. Esse termo foi utilizado pela primeira vez na Física, em que descreve a capacidade de alguns materiais de voltarem ao seu estado normal, mesmo depois de receberem uma energia de deformação, mas eles não a sofrem permanentemente. É o que acontece com uma esponja, quando apertada.

O psiquiatra, neuropsiquiatra, psicanalista, pesquisador e etnólogo francês, Boris Cyrulnik, se referiu à resiliência como  “a arte de navegar nas enxurradas”, em sua obra “Os Patinhos Feios.” Em entrevista para o El País, ele comentou a definição de resiliência: “A metáfora é: somos empurrados a uma enxurrada por uma desgraça da vida; alguns se deixam arrastar e atingir, outros se debatem e, com um pouco de sorte, colocam-se novamente a salvo. Quando começamos com nossos trabalhos sobre a resiliência em Toulon chegamos a uma definição que é: “Retomar um novo desenvolvimento após uma agonia psíquica e traumática”.”

A definição básica e simplista de resiliência como o ato de vencer as adversidades, ter motivação, inteligência, focar na superação e ganhar desenvolvimento pessoal não está errada, mas podemos nos aprofundar mais na questão “resiliência e psicologia”.

Essa é uma das qualidades profissionais mais procuradas pelos gerentes de recrutamento, pois conseguem enxergar solução e aprendizado nas adversidades.

Resiliência: Como cultivar esse traço da inteligência emocional? Clique aqui e descubra!

Criatividade

Um excelente profissional é criativo. Ele encontra meios de sobressair e ser original em meio à competitividade do mercado. É competente e acredita nas ideias como fonte transformadora. Inovação é a chave e o profissional criativo buscará meios de sempre ter destaque nos projetos, trazendo prosperidade à empresa.

Competitividade

“Muitas empresas entendem que as pessoas que se saem melhor na carreira são aquelas que querem ter sucesso e que estão constantemente formulando métodos criativos, convincentes e lógicos para apresentar as melhores soluções”, conta Sundheim. O plano de carreira nunca pode se chocar com a ética profissional.

Ambição e competitividade devem ser forças para melhorar a si mesmo e a organização à qual faz parte. Se competitivo não é querer sempre derrubar os colegas de trabalho, mas sim, ver melhorias e soluções inovadoras para crescer, sem prejudicar o funcionamento estrutural ao qual pertence.

Essas posturas no ambiente de trabalho podem ser o diferencial, afinal, o perfil do profissional deve ser tão importante quanto o seu currículo. A produtividade, competência, paixão e espírito amigável também estão na lista do CEO de qualidades de um bom profissional. Portanto, fique atento se sua postura profissional é adequada e busque sempre evoluir e agregar.

Avalie este post!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.