Como administrar a raiva – Saúde emocional e física

0
462

A raiva pode ser vista como uma forma de defesa e desse ponto de vista não devemos intitulá-la como algo ruim, mas quando este sentimento passa a perturbar de alguma forma ou a prejudicar as pessoas envolvidas com quem sente a raiva, ela deve ser extravasada de alguma maneira, até para não prejudicar quem a possui nem os outros ao redor.

Nestes momentos é importante saber como lidar com algo tão explosivo e que se não liberado adequadamente nos consome mentalmente e fisicamente.

Primeiro: o que é a raiva?

Três pontos são cruciais para se desenvolver a raiva, são eles: mudanças físicas, pensamentos de avaliação e o comportamento enraivecido, somente na interação destes três fatores temos o desencadeamento da raiva, pois quanto mais um deles aumenta, o outro é alimentado.

O comportamento de raiva surgirá mediante a situação que gerou a raiva. Frustração e impotência são os principais gatilhos, e quando acontece a explosão vários hormônios são liberados no organismo, como o cortisol (que aumenta o stress e a adrenalina, gerando mudança da pressão arterial e aceleramento cardíaco, podendo causar até mesmo um infarto).

Maneiras corretas de administrar a raiva

É muito complicado evitar a raiva, pois ela é natural do ser humano. O importante é saber ponderar, afinal excesso de raiva também é um distúrbio e tem tratamento. A forma de dominar a raiva é o autocontrole:

Aceite o fato de que está irritado

Tornar consciente o problema ajuda a encontrar a forma de solucioná-lo e evita a procura por vícios para apaziguá-lo, como o uso excessivo de álcool e cigarros.

Trabalhe a respiração

Respirações profundas e lentas te ajudarão a melhorar a pressão sanguínea, assumindo o controle novamente sem explodir.

Contar também ajuda

O método de contar até 10 e trabalhando junto a respiração também auxilia a acalmar. “Quando se está zangado, conte até 10 antes de falar. Se estiver muito irritado, vá até o 100” – Thomas Jefferson.

Procure se distrair

Procure dispersar sua raiva com atividades que precisam de concentração, como um caça palavras, passear com seu animal de estimação ou cozinhar.

Os exercícios ajudam

Exercícios são uma ótima forma de liberar adrenalina, faça uma caminhada, uma breve corrida ou qualquer atividade física que te agrade mais.

Escreva para aliviar

A escrita ajuda a se concentrar e entender o problema da melhor maneira possível. É uma forma de pensar sobre o que você está lidando.

Seja paciente para falar

Falar enquanto está enraivecido não é uma boa saída. Espere se controlar, quando sentir que o emocional está mais estável, exponha suas ideias de forma coesa sem ser ignorante com outra pessoa.

A raiva acima do normal

Quando começar as pequenas perdas por causa de acessos de raiva como afastamento de amigos, família e relacionamentos, ofensas a pessoas próximas que não estão nem relacionadas com o problema, até mesmo a perca de emprego, é sinal de que você está com a raiva em grande excesso e possivelmente precisará da ajuda de um profissional para contornar este transtorno.

Atitudes descontroladas e agressivas onde pode-se facilmente machucar alguém até mesmo fisicamente e a falta de controle sobre o seu próprio raciocínio também são sinais de raiva extrema.

Saiba da importância de ter o autocontrole, é necessário reconhecer a fraqueza e buscar um tratamento. Você pode perder tudo em sua vida e ainda atingir a sua saúde, passando a ter pressão alta, insônia e até mesmo ataques cardíacos. Este problema já é denominado de Transtorno Explosivo Intermitente ou Síndrome de Hulk.

Para essa síndrome é comum o uso de psicoterapia e de medicações usadas também no Transtorno Bipolar e na Depressão.

Para todos os que sentem raiva em algum momento da vida, o importante é não deixar que ela te controle. Aprenda a avaliar as situações e a se conter de forma que consiga dissipar o peso deste problema de sua mente, por isso procure sempre resolvê-lo para ele não voltar a ser novamente a causa de outro acesso de raiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.