A insônia crônica pode causar depressão e ansiedade

0
298
insônia causa ansiedade

A insônia crônica acomete de 3,9% a 22% dos adultos e é o distúrbio do sono mais frequente. Saiba o que é insônia crônica e os seus principais sintomas.

A maioria das pessoas já sentiu os efeitos que uma noite mal dormida ou o que não dormir  uma noite inteira causa no dia seguinte. Esse é um pesadelo para mais de 40% dos brasileiros, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).

A insônia se caracteriza por dificuldade em iniciar o sono, ou por acordar durante a noite com dificuldade para voltar a dormir com consequências no dia seguinte. Segundo o Manual MSD, “cerca de 10% dos adultos sofre de insônia de longa duração (crônica) e 30 a 50% sofrem de insônia em algum momento”.

Manual MSD listou as seguintes causas para o problema:

  • Maus hábitos de sono, como consumir bebida com cafeína à tarde ou à noite, fazer exercícios tarde da noite, ou ter um horário irregular de sono-acordado;
  • Problemas de saúde mental, particularmente de humor, ansiedade e transtornos de abuso de substâncias;
  • Outros problemas, como problemas cardíacos e pulmonares, doenças que afetam os músculos ou os ossos, ou dor crônica;
  • Estresse, como aquele devido à hospitalização ou perda de um trabalho (chamado insônia de ajuste);
  • Excesso de preocupação com a falta de sono e outro dia de fadiga (chamado de insônia psicofisiológica); 

Porém, um quadro mais grave desse distúrbio pode atingir cada vez mais pessoas hoje em dia. É a chamada insônia crônica.

O  que é insônia crônica?

A ICSD-3 (International Classification of Sleep Disorders) define a insônia crônica quando um ou mais dos seguintes sintomas ocorrem pelo menos três vezes por semana, durante três meses:

  • dificuldade para iniciar o sono;
  • dificuldade para mantê-lo;
  • acordar mais cedo do que o desejado;
  • resistência para deitar num horário razoável;
  • dificuldade para dormir sem um parente ou um cuidador.

“Estudos multinacionais mostram que a prevalência de insônia crônica entre os adultos varia de 3,9% a 22%, a depender da definição adotada. Quando usamos a classificação ICSD-3, a prevalência oscila entre 9% e 12%”, informa o portal do Dr. Drauzio Varella.

Causas da insônia crônica

Esse transtorno do sono pode ter causas psiquiátricas, como ansiedade, depressão, uso de medicamentos em longo prazo e bebida alcoólica. Mas os fatores biológicos também podem causar esse distúrbio.

Sabe-se que a doença pode estar associada á depressão e ansiedade, seja como causa ou consequência da insônia crônica.

Consequências da insônia crônica

  • Irritabilidade;
  • Alterações de humor;
  • Sonolência constante;
  • Problemas de memória;
  • Dificuldade de concentração;
  • Problemas ao se relacionar;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Estresse;
  • Obesidade;
  • Diabetes;
  • Complicações cardiovasculares;
  • Entre outros.

“Para quem tem insônia esporadicamente, o problema costuma gerar consequências pontuais como cansaço, mau humor e sonolência durante o dia. Já quando a insônia é crônica e não recebe o tratamento adequado, os efeitos podem ser mais graves, resultando em problemas de memória e concentração, depressão e irritabilidade. Os pacientes de insônia crônica também podem ficar mais vulneráveis a sofrer acidentes por falta de atenção”, informa o Hospital 9 de Julho.

Leia mais sobre as consequências da insônia!

Tratamento para insônia crônica

Existem alguns tipos de tratamentos indicados para a insônia crônica. A mudança de hábitos é o primeiro caminho. O neurocientista Matthew Walker dá cinco dicas para dormir bem, dentre elas, dormir no escuro e manter horários regulares de sono.

Medicamentos prescritos por médicos especialistas também podem auxiliar no tratamento, principalmente nos casos de insônia crônica. Além disso, a psicoterapia é altamente indicada, principalmente para os casos atrelados à depressão, estresse, ansiedade e outras causas de origem psiquiátrica.

Veja também 5 dicas para combater a insônia.

Avalie este post!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here