7 perguntas e respostas sobre a ansiedade!

0
28783
homem-se-perguntando-sobre-a-ansiedade

A ansiedade tem sido o mal do século. A rotina diária caótica, cheia de demandas e o contínuo disparo de informações colaboram para criar indivíduos cada vez mais ansiosos. Dessa forma, é comum percebermos em nossa sociedade os sintomas da ansiedade. 

Medos irracionais, fobias, pânico, insegurança e preocupação em excesso já são extremamente comuns em nosso meio. Além disso, o  impacto psicológico deste transtorno gera também muitos sintomas físicos como: tremores, falta de ar, dor no peito, taquicardia, entre outros.

De acordo com um documento publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2017, a ansiedade atingia 264 milhões de indivíduos ao redor do mundo – sendo que, desses, 18 milhões eram brasileiros.

7 perguntas e respostas sobre a ansiedade

1. O que é ansiedade?

O transtorno de ansiedade é a elevação dos níveis da ansiedade comum que todos sentimos frente a uma situação. Criar expectativas e direcionar o pensamento mais para o futuro do que para o presente gera angústia, receios e medo do que esse possível cenário  inexistente possa gerar.

Esses sentimentos, por sua vez,  se expressam de forma ampla, constante e acabam impedindo a realização de tarefas cotidianas, enclausurando o indivíduo em uma bolha. Ainda, as  reações físicas e mentais são inúmeras e trazem consigo diversos problemas para o corpo e mente, interferindo no convívio em sociedade de forma patológica.

2. Existem tipos de ansiedade?

Os tipos de ansiedade variam em cinco possibilidades, sendo também comum apresentar mais de um deles pois, os problemas não tratados podem desencadear outros distúrbios que são adquiridos por meio dos excessivos sintomas apresentados. As consultas com psicólogos são muito efetivas na maioria dos casos! Entre os tipos de ansiedade temos:

  • Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG);
  • Estresse Pós-Traumático;
  • Síndrome do Pânico;
  • Transtorno Obsessivo-compulsivo (TOC);
  • Fobias.

LEIA MAIS: O que é a ansiedade? Descubra como enfrentar o mal do século

3. Ansiedade em crianças, é possível?

A ansiedade não tem idade. O transtorno pode surgir em qualquer faixa etária e as crianças, por mais ingênuas que pareçam, absorvem muitos problemas que acontecem ao seu redor, também sofrendo muito com esse problema. 

Inclusive, um tipo de ansiedade que aparece na fase infantil do desenvolvimento é a chamada ansiedade da separação. Ela se manifesta em crianças entre 6 e 10 anos que possuem dificuldades em lidar com a falta dos pais em casa, ou não conseguem ficar sozinhas em ambientes como a escola.

4. Ansiedade é doença?

Os transtornos psicológicos da ansiedade são classificados como doenças psicológicas pelo DSM-5, o manual diagnóstico e estatístico dos transtornos mentais. Ainda, assim como a maioria das doenças crônicas, é classificado que o transtorno de ansiedade não tem cura

Entretanto, existem meios de diminuir seus sintomas e efeitos na vida de quem sofre dessa condição. Algumas dicas como praticar exercícios físicos, ter uma boa alimentação e aprender técnicas de respiração podem ajudar na redução dos sintomas.

Contudo, para tratar dessa doença psicológica, o melhor tratamento é o que é feito com psicólogos e psiquiatras. Os psicólogos procuram tratar a causa do aparecimento do transtorno, e os psiquiatras regularizam a química cerebral por meio de remédios. 

5. Ansiedade e medo estão sempre associados?

O medo é uma emoção desagradável, porém necessária pois ele nos alerta para a presença de perigo. O problema, é quando o medo e a ansiedade andam juntos. Esses dois elementos em conjunto podem criar as fobias. 

As fobias são facetas ansiosas e intensas do medo e podem ser relacionadas a um objeto ou situação. Por exemplo, o medo de baratas (tão intenso de forma que a pessoa não pode nem sequer ver a imagem de uma), ou também a fobias sociais, como medo descontrolado de falar em público ou de estar no meio dele.

LEIA MAIS: O que são as fobias?

6. A ansiedade causa problemas no sono?

Cerca de metade das pessoas com transtorno de ansiedade sofrem com problemas de sono. Logo, é comum que pessoas ansiosas tenham o pensamento muito acelerado e por isso, ao deitar-se encontram muitas dificuldades. O nervosismo e a tensão pela expectativa de algo é tão grande que elas não conseguem adormecer.

As noites mal dormidas passam a ser uma rotina diária, o que prejudica também, na qualidade de vida do indivíduo. Para este problema, existem muitos remédios naturais e fármacos que auxiliam na promoção de boas noites de sono.

7. Como funcionam os remédios psiquiátricos?

Os remédios para a ansiedade mais usados pertencem à classe de ansiolíticos. Eles auxiliam no controle dos sintomas físicos do transtorno e são utilizados na fase mais grave da doença. Já os antidepressivos agem na regulação da comunicação entre os neurônios e colocam um fim nas crises e são recomendados para um tratamento a longo prazo. 

É importante procurar um psiquiatra para que o medicamento correto seja prescrito. A automedicação pode ser prejudicial e causar até mesmo a dependência química do remédio no indivíduo. Procurando o profissional certo, o tratamento será realizado da forma adequada, de acordo com o seu tipo de problema!

Encontre o seu psiquiatra online

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.