As principais linhas de estudo da Psicologia

0
1657
estudos da psicologia

Embora o curso de Psicologia seja único, o profissional formado pode escolher seu segmento de atuação, o que impactará na maneira como será realizado o atendimento.

Por isso muitas vezes quem possui o hábito de procurar por um psicólogo para manter a saúde mental, encontra uma variedade de procedimentos diferenciados nas consultas, pois cada um atenderá com a experiência de domínio em sua carreira.

Esse tipo de visão mostra como essa área pode ser tão abrangente e demonstra o grau de instrução necessário que essa pessoa atue em sua carreira com qualidade e ética.

Os tipos de Psicologia

Há diversos tipos de estudos na área da Psicologia, cada um com sua particularidade que atendem causas de maneiras diferentes. Abaixo, você encontrará alguns dos mais praticados e conhecidos.

Psicanálise

Considerada uma das 3 forças da Psicologia, a psicanálise surgiu por meio do estudo de Freud. Esse atendimento começa com levantamento de dados importantes, chamados de entrevistas preliminares, somente depois iniciam-se realmente as sessões de profunda análise.

O intuito é promover o autoconhecimento, então primeiro o paciente fala sobre o que ele quiser, mesmo que sejam temas desconexos, pois até mesmo essa falta de alinhamento possui um significado na análise do profissional, que por sua vez estimula para que a pessoa em atendimento se solte e diga tudo que está preso em seus pensamentos.

Mas em nenhum momento a sessão é imposta em uma direção pelo psicólogo, quem dita a linha de raciocínio é o próprio paciente, o profissional somente ajuda com que ele se solte, para que ele possa colher o maior número de dados que serão preciosos para uma avaliação do estado do indivíduo.

Ao contrário do que muitos pensam, esse atendimento há sim diálogos entre o paciente e o psicólogo, sempre respeitando a forma de enxergar os acontecimentos da pessoa atendida, que podem ser palavras soltas, sonhos ou qualquer forma de expressão que ele sinta a necessidade de falar.

Não há como estipular um tempo limite para essas sessões acontecerem, elas ocorrerão conforme a necessidade do paciente. Muitos mesmo após alcançarem o propósito da consulta, continuam a frequentar as sessões para manter o bem-estar proporcionado.

Análise Junguiana

A Psicologia Analítica de Jung teve uma grande importância na formação da psicanálise, porém ela se difere em pontos importantes da aplicada por Freud, começando pelo posicionamento, pois nesse atendimento, o paciente e psicólogo ficam de frente um para o outro.

Entretanto nesse estudo o sonho tem um papel ainda mais importante, pois por ele e através das mensagens do inconsciente, decifram-se os diversos personagens que habitam na formação de uma pessoa.

No cenário de um sonho, é possível por exemplo identificar até mesmo a evolução dos personagens, onde todos eles na verdade são associados com quem os sonham.

Porém, para se ter contato durante a consulta com essas mais diversas “faces”, Jung estabeleceu o processo de imaginação ativa ao invés da associação, onde as fantasias são expressas livremente para que o paciente tenha um contato mais direto e consciente dessas figuras, causando assim um processo de conciliação entre elas.

Essa técnica Junguiana é muito utilizada entre pessoas com transtornos de personalidade por exemplo, e para auxiliar o processo há a apresentação de artes como desenhos, para que o paciente estabeleça associações.

Psicologia Cognitiva Comportamental

Desenvolvida por Aaron Temkin Beck, onde por meio de sessões com questionamentos, o psicólogo procura pelos pontos negativos que o paciente tem sobre ele mesmo.

Essa medida é utilizada para que assim possa-se identificar quais os problemas e pontos da vida dessa pessoa a impedem de evoluir ou superar acontecimentos atuais ou passados.

Caracteriza-se como um atendimento direto e de abordagem específica, com total concentração no problema que o indivíduo se deparou em sua vida.

Ao identificar esses temas relevantes, o profissional guiará o indivíduo ao encontro e entendimento dos fatos que farão com que ele aprenda a lidar com essas barreiras da melhor forma, compreendendo suas causas, as enxergando de outra maneira e por fim as solucionando quando necessário e possível. Portanto, o importante é reconhecer que o que mais afeta a pessoa não é a situação e sim a forma como ela lida e interpreta os acontecidos.

Psicodrama

Desenvolvida por Jacob Levy Moreno, o psicodrama faz com que o indivíduo se analise profundamente ao ter que realizar a interpretações teatrais dramáticas de maneira improvisada e em grupo.

Essa atuação tem o objetivo de fazer com que a pessoa conheça da melhor forma sua psique e descubra assim o equilíbrio do seu próprio emocional além de explorar o seu envolvimento com os demais, gerando assim autoconhecimento e ao mesmo tempo trabalhando a desenvoltura social do paciente.

Nessas sessões o paciente desempenha papéis do que é presente em seu dia a dia, ou seja, sua rotina como mãe/pai, empregado ou qualquer outro assunto comum a sua rotina. O objetivo é o reconhecimento de como essas pessoas se portam no meio em que estão inseridas e como funciona o seu convívio com os demais.

Gestalt

Na década de 50, um grupo de psicoterapeutas e o dr. Fritz Perls desenvolveram  a linha da Psicologia chamada Gestalt. Ela se baseia no agora, na experiência de vida do presente e não no foco de resgate do passado como a psicanálise, todo o tipo de vivência é analisado, as experiências das emoções, corpo e mente.

Além desses há diversas outras linhas de estudo da Psicologia, todas com tratamentos comprovados de seus efeitos positivos para os pacientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.