Positividade tóxica: será que é bom ser positivo o tempo inteiro?

positividade tóxica

Quantas vezes já ouvimos que precisamos pensar positivo? E isso independente das circunstâncias. Sim, a intenção até pode ser dar melhores, mas o que está por trás dessa atitude pode ser bem perigoso.

A felicidade e a positividade desempenham um papel bem atuante na sociedade. Aliás, aparecem como uma meta que muitos desejam alcançar. Entretanto, não se deixar abalar por questão que ocorrem em nossas vidas, obviamente, não é a resposta. Afinal, é difícil imaginar algo bom saindo quando silenciamos as nossas emoções ou as dos outros.

E para explicar melhor essa situação, surgiu a expressão “positividade tóxica”. Aparentemente, parece algo até ilógico e contraditório, porém, veremos as implicações negativas que essa atitude pode ter na saúde das pessoas.

Agende agora uma consulta com psicólogo

O que é positividade tóxica?

O termo “positividade tóxica” surge quando ocorre uma exaltação do positivo e há tentativas de reprimir o negativo. Ela consiste, basicamente, em impor a nós mesmos ou aos outros uma atitude falsamente positiva. Ou seja, procura generalizar um estado feliz e otimista seja qual for a situação.

A positividade tóxica é a forma que a nossa sociedade encontrou para dizer que somente é certo ser feliz. Desse modo, sentimentos desagradáveis como tristeza, raiva e medo são errados e devem ser eliminados.

LEIA MAIS: Por que é tão difícil mudar?

Um dos maiores representantes da positividade tóxica é o movimento “Good Vibes Only” (Apenas Boas Energias), muito popular nas redes sociais. Nesse sentido, ele destaca apenas as coisas boas da vida, enquanto esconde ou até mesmo nega a existência de problemas e qualquer outra coisa negativa.

A ideia por trás desse movimento é de que podemos ter mais saúde e qualidade de vida se eliminarmos os sentimentos e pensamentos negativos. Porém, como veremos, a remoção desse aspecto pode ser bem perigosa.

É possível ser positivo o tempo inteiro?

Vivemos em um mundo no qual situações desagradáveis acontecem e não é possível ser feliz ou até mesmo pensar positivo o tempo inteiro. Muitas vezes, é difícil mesmo enxergar um lado positivo no meio de uma situação ruim.

Temos que ter em mente que os seres humanos são dotados de emoções complexas. Aliás, nossa capacidade de pensar e planejar, frequentemente, depende de pensamentos “ruins” para funcionar adequadamente. Então, não se preocupe: tudo bem não estar bem o tempo todo.

Conheça a clínica de terapia online Telavita

Qual o problema da positividade tóxica?

O problema é que toda essa negação dos aspectos desagradáveis da vida acaba pesando em algum momento. Sentimentos negativos que acabam sendo reprimidos durante muito tempo podem ressurgir com muito mais intensidade. Nesse sentido, é como se a mente acumulasse tais sentimentos e os liberasse quando não aguentasse mais, resultando em uma explosão de sentimentos desagradáveis.

A repressão dos aspectos negativos da vida acaba trazendo consequências ainda piores depois. Mais importante que reprimir tais sentimentos, o ideal seria aprender a expressá-los de forma adequada, isto é, saber como expressar sentimentos como raiva, tristeza e medo de forma que não fosse prejudicial.

Bloquear ou ignorar emoções negativas pode ter consequências para a saúde. Todas as emoções reprimidas acabam sendo somatizadas e, muitas vezes, acabam transparecendo na forma de alguma doença.

LEIA MAIS: O que é regulação emocional?

A positividade tóxica é um problema para a sociedade, pois exclui e inviabiliza uma série de expressões emocionais que são completamente naturais. Dessa forma, atua de forma com que as pessoas tenham sentimentos de inadequação e acabam por prejudicar ainda mais a situação.

Tal atitude acaba por fazer com que a pessoa se feche e reprima suas emoções, não as colocando para fora de uma forma ideal. Entretanto, por conta disso, os indivíduos acabam desenvolvendo alguns transtornos de saúde mental, sendo que isso poderia ser evitado caso tivesse acolhimento e entendimento da situação.

Ao estar triste, expressar sua tristeza é de extrema importância para a saúde mental. Aceitar os sentimentos negativos e conversar com alguém sobre eles, adotando uma maneira de comunicação não violenta e não agressiva, também pode ajudar bastante.

Encontre seu psicólogo online

1 COMENTÁRIO

  1. Mesmo que a pessoa busque viver idealizando um mundo sem maldades, o convívio irá desmistificar esse entendimento! Minha mãe, em seu perfeccionismo, ao nos educar, deu uma “blindada” da “selva de pedras” que sempre foi o mundo! Me marcou muito, ainda mais criado com dificuldades, a interação que a professora propôs aos alunos na Páscoa! Minha mãe comprou uma cesta de pascoa para dar à colega, indicada na interação, pela professora, que me presenteou com um ovinho!!!! Fiz questão de levar para a casa e mostrar à minha mãe! Mas valeu o aprendizado, até como está na Bíblia: “Não convide para o banquete quem poderia pagar por ele! Que mérito haverá?”! E nas divisas da Ucrânia, pianistas, estão nos deixando esse legado, ao levar a boa música, a quem nem sabe para aonde irá recomeçar!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.