5 Sinais de que seu filho sofre Bullying

0
517

Sofrer bullying não pode ser considerado normal. O bullying é uma forma de violência manifestada através de humilhação, agressão, desrespeito, terror psicológico, assédio e medo constantes. Os agressores geralmente escolhem suas vítimas por diversos motivos com o intuito de usá-las com objeto de diversão e soberania. A prática do bullying sempre existiu, porém, a cada dia que passa, os casos de bullying no Brasil e no mundo aumentam em grande escala. Isso porque os tipos de bullying, antes reservados somente ao ambiente escolar, hoje se expandiram com o advento da tecnologia e redes sociais.

O que é bullying? Saiba tudo sobre o bullying aqui.

O cyberbullying é um dos maiores exemplos de tipo de bullying que mais cresce em quantidade de casos e, consequentemente, vítimas. Hoje, quando a vítima do bullying na escola sai dessa esfera, ela também é atacada via redes sociais quando chega em casa. É muito importante que os pais estejam atentos aos sinais de que a criança ou adolescente sofra algum tipo de agressão, para que assim, possam intervir antes que isso cause danos muitos mais complexos ou até mesmo fatais à vida deles.

Reunimos alguns dos sintomas de bullying mais comuns que as vítimas apresentam, porém, é importante ressaltar que os indivíduos quando sofrem esse tipo de violência podem reagir de formas diferentes. Nem toda vítima de bullying seguirá esses sinais, por isso, é importante manter o contato, diálogo e um espaço livre para que a comunicação e liberdade de expressão de sentimentos e pensamentos sejam frequentes e naturais. Os presentes sinais de bullying foram retirados do livro da médica brasileira Ana Beatriz Barbosa Silva, “Bullying – Mentes perigosas nas escolas”.

1 – Se mostram tristes e deprimidos constantemente

As crianças e adolescentes que sofrem bullying mudam o comportamento assim que a violência passa a virar rotina. O isolamento começa em casa e também na escola, quando as vítimas realizam trabalhos escolares sozinhas, passam o recreio isoladas e elegem o quarto como melhor cômodo da casa.

2 – Apresentam desculpas para não ir à escola e faltam regularmente

Segundo Silva, as crianças e adolescentes “frequentemente se queixam de dor de cabeça, enjoo, dor de estômago, tonturas, vômitos, perda de apetite, insônia. Todos esses sintomas tendem a ser mais intensos no período que antecede o horário de as vítimas entrarem na escola”.

Outro comportamento comum são as constantes desculpas para não irem à escola. Podem alegar estarem doentes para evitar a o bullying.

3 – Desenvolvem sintomas psicossomáticos

A autora também alerta para o fato de muitas vítimas apresentarem sintomas físicos, como:

  • Dor de cabeça;
  • Cansaço crônico;
  • Insônia;
  • Dificuldades de concentração;
  • Alergias;
  • Crise de asma;
  • Sudorese;
  • Tremores;
  • Calafrios;
  • Tonturas ou desmaios;
  • Tensão muscular;
  • Formigamento;
  • Entre outros.
  •  

Confira outras consequências do bullying aqui!

4 – Possuem falta de concentração e interesse em atividades

Além da perda de interesse no ambiente escolar por conta da violência sofrida lá, as vítimas do bullying podem se sentir desinteressadas e apáticas perante situações ou atividades que costumava gostar. Por conta da tristeza, autoestima baixa por conta das humilhações sofridas e até pelo desenvolvimento de uma possível depressão, essas pessoas tendem a dispersar facilmente, perder o foco, se isolar e perder o contato com os outros.

5 – Não têm muitos amigos e eventos sociais

A exclusão é sempre muito dolorosa por quem sofre o bullying: ser deixado de lado nas atividades em grupo ou ser o último a ser escolhido nos times das aulas de educação física. Chegando em casa, o cenário não muda: a falta de convites para festas, eventos sociais ou o próprio contato com amigos via redes sociais ou telefonemas fica claro.

Por isso, se você desconfia que alguma criança sofre este tipo de abuso, seja ele seu filho ou não, é essencial que procure os responsáveis para que eles possam auxiliar esse menor nessa questão tão humilhante e complicada.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.