5 sinais de depressão

0
498

“Uma em cada quatro pessoas experimenta um episódio de saúde mental durante a sua vida, mas a questão continua largamente negligenciada”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres. Depressão e ansiedade são somente dois dos vários problemas que assolam a sociedade, mas os estragos já são alarmantes.

                      Não é saudável sentir vazio emocional. ENTENDA                         

A depressão no Brasil atinge 11,5 milhões de pessoas. O número de vítimas aumenta a cada ano, porém medidas efetivas não são tomadas. O bem-estar mental ainda não é tratado como prioridade, assim como é o culto ao corpo. Depressão não é drama, é uma doença.

Então, depressão tem cura?” Sim, o tratamento com especialista continua sendo o meio eficaz para combatê-lo. Entretanto, é necessário saber identificar os sinais da depressão para conseguir iniciar o acompanhamento psicológico o quanto antes.

1. Tristeza profunda

Rosto desolado. Olhos sem brilho. Crises de choro. A tristeza assola a pessoa e ela não consegue se desvincilhar dela. Apesar do aspecto físico evidente, o psicológico sofre o maior abalo. A baixa autoestima é regada de pessimismo e culpa, num ciclo vicioso sem fim.

Todos sentem tristeza uma vez ou outra, porém o prolongamento desse estado pode indicar depressão. Caso o sentimento ocorra por mais de duas semanas é importante encaminhar a pessoa para um especialista, pois ela pode estar com uma depressão severa.

2. Cansaço anormal

Não há mais motivação. Ir ao cinema, passear no parque ou comer no restaurante favorito. Todas as atividades que a pessoa gosta perdem o atrativo. Ela não sente mais a vontade de fazê-las e passa a ficar cada vez mais isolada.

A depressão profunda gera um efeito pesado no corpo. Qualquer atividade é difícil e parece que o indivíduo não tem energia para realizá-las. A inatividade vira hábito e a pessoa não sabem nem de onde tirar forças para melhorar. Depressão não é frescura.


3. Isolamento social

“Acho que hoje vou cancelar com os meus amigos, não estou bem para vê-los”. “Jantar com todos da família para demais para mim, vou ficar aqui em casa sozinho”. “Não quero ver ninguém hoje, vou só ficar no quarto”. O isolamento funciona como uma bola de neve.

Depressão é coisa séria. O indivíduo vai aos poucos se afastando das pessoas próximas. A vida solitária parece tentadora e a socialização com os demais é difícil. A percepção dessa evolução é fundamental, pois a pessoa entra numa espiral de isolamento e chega, em casos extremos, a não sair mais de casa.

4. Alterações no sono

A depressão atua nos extremos do sono. A doença traz tanto dificuldades para dormir e causa insônica, como também faz a pessoa dormir mais do que o normal. Os efeitos dependerão do indivíduo, porém é importante prestar atenção na extensão desses sintomas.

Consequentemente, a depressão dá dor de cabeça também. E dores fortes. A falta de sono, principalmente, tem efeito pesado no corpo e atrapalha as funções motoras e cognitivas. Além disso, a privação do sono causa estragos na saúde, reduzindo até a expectativa de vida.

5. Alterações no corpo

Depressão engorda. Depressão emagrece. Depressão causa diversas mudanças no corpo. Apesar das pessoas não conectarem a doença com as alterações físicas, ela pode ser a responsável por diversas mudanças no organismo.

Queda de cabelo, unhas fracas e até dores nas costas podem ser sintomas da depressão. Dessa forma, a doença consegue exprimir no meio físico a angústia que a pessoa está sentindo. Identificar esse sintomas pode ajudar no diagnóstico.

                                 Saiba como nós Podemos te Ajudar                                      

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.