Conheça 5 benefícios dos bons hábitos alimentares

0
8000
benefício da comida saudável

De tempo em tempos, uma nova dieta da moda surge. Elas ficam populares pois vendem a ideia de que o peso ideal  pode ser atingido em pouco tempo. Mas fazer dietas não é sinônimo de ter bons hábitos alimentares e muito menos de bem-estar.

Uma pesquisa realizada pelo Departamento do Agronegócio (Deagro) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) observou uma grande mudança no consumo e na educação alimentar da população brasileira nos últimos 7 anos.

Em 2010, os brasileiros mostraram preferência pelos alimentos nutritivos, ou seja, cheios de vitaminas e bons para a saúde. Mas a partir de 2017, por conta da crise econômica do país, a realidade atual é que o preço baixo é o principal fator para consumir um alimento ao invés de seu valor nutritivo.

Além disso, muitos alegam não ter tempo para cozinhar e preferem gastar com alimentos à vista, baratos e, consequentemente, de baixo valor nutricional: 77% buscam alimentos rápidos e práticos, 44% dos entrevistados consomem o que estiver disponível e somente 33% se preocupam em comer legumes, verduras e frutas.

1 – Aumenta a energia

Escolher alimentos saudáveis é vital para o dia a dia, pois ingeri-los proporciona mais energia e disposição para executar as atividades. O cansaço, mau humor, insônia, sobrepeso e obesidade podem acompanhar aqueles que fazem a ingestão de alimentos pobres em nutrientes e nutrem maus hábitos alimentares.

A boa alimentação rende equilíbrio nutricional e, consequentemente, fornecimento de energia para que o corpo realiza todas as suas funções. Beber água e ingerir alimentos ricos em fibra, como o arroz integral, a batata-doce, os cereais integrais e a quinoa, e os com grande quantidade de vitaminas, como o limão, rico em vitamina C, podem ser fortes aliados na produção de energia.

2 – Previne doenças

Optar por comidas saudáveis pode salvar a sua vida. Parece drástico, mas a verdade é que uma dieta balanceada previne diversos tipos de doenças. Obesidade, compulsão alimentar e distúrbios alimentares são alguns exemplos. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. Estima-se que em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso e mais de 700 milhões, obesos. O número de crianças com sobrepeso e obesidade no mundo assusta pois ele tende a crescer e chegar nos 75 milhões, caso nenhuma medida seja tomada.

Uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mostra que a proporção de adultos com excesso de peso aumentou de 46,5% para 53,7%. Em relação à obesidade, o percentual foi de 12,5% para 17,7%, um aumento de 41,6%.

Doenças relacionadas a alimentação:

  • Obesidade;
  • Hipertensão;
  • Anemia;
  •  Diabetes;
  • Colesterol alto;
  • Doenças cardiovasculares;
  • Insônia e problemas com o sono;
  • Atrite, artrose e dores musculares;
  • Distúrbios alimentares;

3 – Melhora o humor

Você sabia que uma dieta saudável poder ditar o seu humor? Um estudo realizado pela Universidade de Las Palmas, na Espanha, avaliou 21 mil pessoas em que, as que mantém uma alimentação rica em gorduras trans e saturada, tem mais chances de sofrer com depressão. A revista The Lancet publicou uma pesquisa em que liga a má alimentação a um em cada cinco óbitos por doença no mundo, o que torna mais de 10 milhões de vítimas todos os anos.

Se você se sente irritado, cansado, desmotivado ou com falta de atenção, a culpa pode ser dos alimentos que você come, pois a química de alguns alimentos pode alterar a produção dos neurotransmissores, as substâncias que são responsáveis por transmitir impulsos nervosos no cérebro.

Os carboidratos, por exemplo, desempenham a função de elevar o nível de insulina e ajudar na absorção do triptofano, sendo este último, fundamental na formação da serotonina, o neurotransmissor regulador do humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, entre outros. Ou seja, se o carboidrato é cortado da dieta, a pessoa pode se sentir mais irritada.

4 – Regula a produção de hormônios

A escolha por pratos saudáveis é fundamental na regulação do reloginho hormonal que todos nós possuímos. O equilíbrio das funções hormonais ditam todo o funcionamento do organismo, por isso é fundamental mantê-los em ordem pois eles controlam desde o sono, humor e desejo sexual, até a própria manutenção do peso.

O estrogênio, hormônio sexual feminino, por exemplo, é responsável pela disposição de gordura na formação silhueta feminina. Caso se encontre em baixa quantidade, a cintura tende a ficar maior. Não é possível repor esse hormônio com alimentação, mas é possível escolher alimentos ricos em fitoestrógeno, substância vegetal encontrada na soja e em leguminosas, por exemplo.

5 – Retarda o envelhecimento

Alimentação e saúde andam juntas, ainda mais quando o tema é “envelhecimento”. Esse processo natural implica na redução da multiplicação celular, síntese de proteínas, colágeno, elasticidade, capacidade de cicatrização e regeneração. Mas você sabia que é possível retardar esse processo com a escolha dos alimentos que consumimos?

Segundo o site do Globo Esporte, alimentos antioxidantes e com funções de fotoproteção, como o betacaroteno: pró-vitamina A, agem na acuidade visual, recuperação da pele, protege dos raios solares, neutralizam os radicais livres. Frutas como o mamão, damasco, manga e melão, além das verduras folhosas verde-escuros como o espinafre, possuem essas substâncias.

A vitamina C é famosa por atuar na produção de colágeno,  proteína que dá estrutura, firmeza e elasticidade à pele, estimulando a proliferação celular e o processo de cicatrização. As leguminosas são grandes fontes de colágeno e podem ser fundamental para a jovialidade da pele.

Os benefícios de uma alimentação saudável vão além da estética, afinal, é a saúde que está em jogo. A orientação médica e o acompanhamento com nutricionistas é essencial para uma dieta rica em nutrientes e balanceada. Tomar uma atitude em prol da reeducação alimentar é preservar a própria vida. 

Você sabe o que é Vigorexia? Entenda melhor clicando aqui!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.