Você nunca termina o que começa? Então confira aqui dicas valiosas

0
3084
finalizar o que começou

Muitas pessoas passam pela dificuldade de não conseguirem concluir tarefas e posteriormente sonhos e planos pessoais, na maioria das vezes isso se deve ao fato de procrastinação, falta de empenho ou organização das atividades. E esse fator também se aplica a desejos mais simples do dia a dia como: fazer uma dieta, começar um esporte, ler diariamente, fazer um curso, etc. Mas que por diversos motivos não são finalizados.

Há no entanto um processo psicológico que desencadeia essa linha de atividades, onde primeiro a pessoa é movida pela novidade e pelos aspectos de mudanças positivas, o que gera o impulso para realização porque há entusiasmo e motivação. Mas ao longo do exercício das funções começa a nascer a desmotivação e se inicia também a procrastinação, e de repente acontece a pausa do que estava sendo feito. Essa situação costuma causar desconforto, sentimento de incapacidade e raiva.

Por que ocorre a desmotivação?

Cada ser humano possui emoções, crenças e experiências próprias relacionadas a momentos vividos, por isso caracterizam-se com identidades únicas e individuais. Cada um tem o seu modo de enxergar e enfrentar as situações.

Ou seja, a reposta e motivação necessária para se concluir algo encontra-se dentro de cada indivíduo, onde a partir do momento que ele consegue obter autoconhecimento e lidar com suas limitações de maneira consciente e paciente, os planos começam a ganharem vida, a se tornarem críveis. Todas as metas que são impostas, ou desejos de mudanças precisam partir de muito esforço e determinação, porque só a própria pessoa sabe e deve reconhecer sua força e sua capacidade de realizar o que almeja.

O sentimento de ser forte e não se deixar desanimar precisam estar acompanhados da ideia de se libertar do autojulgamento demasiado ou de diversas críticas sem fundamento que aparecem no caminho, pois o que é negativo não ajudará nem mesmo o impulso do início de uma tarefa. Portanto não terminar o que começa vai além de um mal hábito, pode também representar medos, incertezas e traumas que a pessoa carrega.

Muitas vezes a autossabotagem também persegue esse indivíduo, onde se cria uma grande expectativa e no fim, acaba por se decepcionar ou desistir quando se sente fraco para terminar ou atingir um objetivo em um tempo estimado. Entretanto nesses casos entra o sentimento de ansiedade, por quererem que algo se concretize logo. É necessária a compreensão de que tudo tem seu tempo e a calma sempre é a melhor saída.

Atitudes que ajudam a obter o sucesso nos planos

  • Conversar com pessoas que ajudam a se conhecer melhor, de preferência um psicólogo;
  • não ter o foco somente na perfeição, mas na vontade de conseguir;
  • manter-se concentrado e focado no resultado final, e nos sentimentos bons que ele trará;
  • orgulhe-se sempre de si mesmo quando houver algum avanço, mesmo que pequeno;
  • estabeleça metas, isso pode ajudar para que aos poucos consiga realizar o projeto;
  • não seja negativo e afaste todo sentimento de incapacidade;
  • dê a importância que a meta merece para você;
  • se concentre em algo específico e não comece uma atividade nova quando se está em outra;
  • não viva no “quase”.

Com certeza as dificuldades aparecerão, mas é preciso ter determinação para enfrentar todos os obstáculos, retirando o medo, preguiça, ansiedade ou até mesmo a falta de interesse que aparecerá ao longo do processo.

Não existe uma resposta única para o comportamento de desânimo, mas há fatores psicológicos importantes e que influenciam diretamente nos hábitos que levam para a concretização de algo que se deseja. Certamente a reflexão e a paciência é a melhor saída. Tenha em mente: não desistir mesmo que dê errado, sempre tentar buscar respostas em si mesmo ou na ajuda psicológica, pois essa te dará ferramentas ótimas, que te direcionarão para um melhor comportamento e escolha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.