Qual a melhor maneira de lidar com a obesidade?

0
278
lidar com o sobrepeso

19,8% dos brasileiros são obesos. Isso porque não foram considerados aqueles que estão com sobrepeso, senão a porcentagem subiria para 55,7%, ou seja, mais da metade da população do país. Os dados são da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) e somente comprovam a tendência de exponencial aumento da obesidade no Brasil nos últimos anos.

A pesquisa revela uma realidade pouco combatida e discutida na sociedade.  As consequências da obesidade são sérias para a saúde das pessoas e do seu prolongamento decorrem outros problemas graves. A condição pode ser revertida e a vontade de mudar é o primeiro passo para a recuperação da vida saudável.

Mas afinal, qual a melhor maneira de lidar com a obesidade? Por conta da complexidade da situação, o tratamento multidisciplinar é a melhor opção. Isso ocorre, pois a obesidade afeta diversas áreas da saúde da pessoa e a recuperação exige o trabalho em diferentes frontes médicos.

Apesar de comumente as pessoas associarem o tratamento da obesidade somente a mudança física do corpo, existe outro componente tão importante quanto, mas que é pouco falado. Cuidar do aspecto psicológico é fundamental também, pois ajuda a pessoa a lidar com os estigmas que o peso traz para a vida da pessoa, além de auxiliar durante a transição de peso.

Cuidando do corpo

Como tratar a obesidade? Bem, geralmente, o primeiro profissional a ser consultado é o médico clínico geral. Ele será o responsável de fazer o primeiro diagnóstico e requisitará os exames iniciais necessários para compreender melhor a saúde do paciente. Nesse momento, ele também irá indicar os próximos especialistas que a pessoa deverá procurar para tratar dos riscos da obesidade.

O nutricionista é uma figura fundamental para o tratamento da obesidade. O profissional será o responsável por acompanhar o progresso alimentar da pessoa e estabelecer novos hábitos mais saudáveis de alimentação. Dessa forma, será possível realizar uma gradação mais suave do peso e com menos efeitos negativos para o corpo.

No caso da obesidade, talvez o endocrinologista, médico responsável por compreender os hormônios do nosso corpo, seja a parte mais importante da composição. O profissional avaliará os motivos do aumento de peso, as suas consequências à saúde e a possibilidade do aparecimento de outras comorbidades.

Procurar um educador físico também é de extrema valia para os casos de obesidade. O profissional será responsável por coordenar os exercícios físicos necessários para que a pessoa faça a transição para uma vida mais saudável. Muitas pessoas acima do peso estão sedentárias, por isso, a consulta com esse profissional pode proporcionar uma melhora na qualidade de vida.

Ainda, existem casos em que é necessária a realização de intervenção cirúrgica. Geralmente, a cirurgia bariátrica, ou seja, de redução do estômago para diminuição do peso, é feita quando o paciente está com obesidade mórbida.

Cuidando da mente

O acompanhamento psicológico desempenha papel fundamental no tratamento da obesidade. As nossas emoções estão diretamente ligadas com o nosso apetite. Ou seja, como lidamos e absorvemos cada situação influencia na nossa dieta alimentar, pois, várias pessoas descontam a frustração em comida.

O psicólogo é o profissional responsável por avaliar os gatilhos para os comportamentos alimentares. Dessa forma, irá realizar uma análise de todo o contexto e fatores que influenciam a alimentação do paciente. A procura por gatilhos mentais é importante para compreender o que pode causar um relacionamento prejudicial com a comida.

Além disso, é preciso tratar e compreender todos os estigmas que circundam a esfera das pessoas que estão acima do peso. O acompanhamento psicológico será importante para a pessoa lidar com as emoções ligadas a sua condição física e, também, ajudará no processo de transformação física que ela estará passando.

Sabemos que sair de casa e realizar uma terapia pode ser desconfortável para algumas pessoas. Mas, então, como receber o tratamento psicológico nessas condições? Uma solução é utilizar a terapia online. Dessa forma, o paciente consegue realizar o acompanhamento com psicólogo no local mais confortável para ele e realizar os atendimentos nos horários que lhe convém.

A Telavita é uma empresa que oferece os serviços de acompanhamento psicológico online e possui profissionais qualificados para tratar da compulsão alimentar. Além disso, conta com psicólogos especialistas em transtornos alimentares gerais e profissionais dedicados a ajudar pessoas que estão passando pela cirurgia bariátrica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.