A importância da orientação vocacional para o sucesso profissional

0
3853
orientação vocacional

A orientação vocacional permite uma escolha mais acertada da profissão

“O que você quer ser quando crescer?”. A escolha da profissão já começa a ser enfatizada desde quando éramos crianças por essa simples pergunta. E essa não é uma questão simples de ser respondida.

Por mais que não prestamos atenção, a responsabilidade da escolha começa muito cedo. Aliás, uma das grandes decisões na vida de uma pessoa é saber com clareza e certeza qual é a profissão que trará alegria e um futuro financeiro próspero e de sucesso.

As dúvidas sempre aparecerem e, em geral, giram em torno da insegurança da decisão: “Como devo escolher o que fazer para o resto da minha vida?”, “Será que serei feliz com essa escolha?”, “Será que conseguirei ter uma boa remuneração no futuro?”.

LEIA MAIS: Qual a melhor forma de lidar com a pressão psicológica para o vestibular?

Bem, é por isso que a orientação vocacional e profissional existe. Ela aparece como uma forma de cessar a ansiedade das pessoas que não tem certeza sobre os rumos que desejam para a sua carreira.

Além disso, realizar esse procedimento pode ser a chave para o sucesso profissional. Ficou curioso como isso pode acontecer? Vamos entender primeiro sobre o que se trata a orientação de carreira.

O que é orientação profissional?

De forma bem simples, é possível compreender a orientação profissional e de carreira como um conjunto de práticas e ações para esclarecer as problemáticas ou dúvidas vocacionais.

Aliás, esse é um trabalho realizado com um psicólogo especializado no tema. Sendo assim, ele irá utilizar técnicas para analisar a personalidade da pessoa, além de propiciar o autoconhecimento durante o processo.

Trata-se de um procedimento que dura várias sessões. Esse lapso no tempo é importante para que seja possível a reflexão até uma tomada de decisão mais assertiva pelo lado daquele que está indeciso.

Vale ressaltar que o especialista não diz qual é a profissão que você deverá trilhar. O psicólogo da orientação vocacional procura munir as pessoas com as ferramentas suficientes para que possam tomar essa decisão sozinhas.

Dessa forma, a proposta dela é ajudar as pessoas a compreender cada profissão ou local de trabalho e realizar uma análise profunda da realidade acadêmica e do mercado. Além disso, o trabalho pode acontecer de forma individual ou em grupo.

Para quem a orientação profissional e vocacional é indicada?

Inicialmente, é possível pensar que o direcionamento profissional é mais indicado para as pessoas que estão finalizando o ensino médio e vão prestar o vestibular. Entretanto, essa é uma visão bem limitada do serviço de orientação profissional.

A escolha vocacional pode ser realizada por todos que querem adquirir maior autoconhecimento e desejam se aprofundar em questões sobre sua carreira. Nesse quesito, é uma boa oportunidade para aqueles que possuem dúvidas em relação ao que fazer.

LEIA MAIS: Os jovens e suas expectativas para o atual mercado de trabalho

Então, além dos jovens indecisos sobre como escolher sua carreira, a instrução pode beneficiar, inclusive, aqueles que pensam na pós-graduação e adultos que já finalizaram seus estudos universitários.

Ainda, é importante procurar a ajuda de um psicólogo quando se está pensando numa reorientação de carreira. As sessões trarão maior clareza sobre os próximos passos profissionais.

Quando buscar a orientação vocacional

A escolha profissional é pessoal. Dessa forma, o indivíduo precisa perceber e reconhecer suas dúvidas e buscar os recursos necessários, que irão ajudá-lo a fazer uma escolha certa. Entretanto, a incerteza pode minar a assertividade da pessoa e atrapalhar o  autoconhecimento.

E é neste ponto onde deve-se procurar a ajuda de um especialista. Os psicólogos que prestam a assistência na orientação vocacional devem descobrir quais as profissões que mais se encaixam no perfil de quem está procurando o atendimento, levando em consideração suas expectativas e aptidões.

Sendo assim, é considerada a vocação do indivíduo. Entretanto, não trata-se de algo imutável, mas de um elemento que se desenvolve a partir de ações, conhecimentos e, principalmente, da vivência nas situações do cotidiano. Ou seja, através de várias experiências, o indivíduo pode dizer que fez ou não a escolha correta.

Para os adolescentes

A adolescência é uma fase de muitas descobertas, principalmente, para aprender o que realmente gosta e o que não gosta. Portanto, a dúvida sobre que profissão seguir acaba sendo uma consequência.

Nessa período, é possível perceber que a segurança ainda não está totalmente fixada e existem dificuldades crônicas de se fazer escolhas importante. Sendo assim, a figura do psicólogo torna-se fundamental, pois ele irá conseguir ajudar no processo do autoconhecimento e, consequentemente, na escolha correta da profissão.

Na fase adulta

Para um indivíduo já formado, procurar um especialista pode ser ainda mais difícil. Entretanto, a infelicidade, geralmente, é o fator preponderante para essas pessoas quebrarem a barreira da vergonha por ajuda.

A psicologia vocacional e profissional procura auxiliar e organizar melhor os objetivos de vida, além de definir as metas de acordo com o perfil profissional do paciente. Assim, mostram-se os caminhos a serem explorados em relação com o interesse que se tem.

Como são as atividades para orientação profissional

O psicólogo procura ir além dos problemas e traumas das pessoas. Nesse sentido, o foco da dinâmica será encontrar os pontos de características mais atraentes comparadas a diversas profissões.

O processo será realizado através de conversas, técnicas e debates para conseguir apontar quais são as profissões mais compatíveis com a personalidade daquele indivíduo. Nesse sentido, para conseguir compor uma avaliação mais completa, também será levado em consideração as questões emocionais e até financeiras da pessoa.

LEIA MAIS: É hora de decidir a carreira! Deixe o nervoso de lado e saiba como um orientador vocacional pode te ajudar

Além disso, a partir de perguntas precisas e respostas sinceras entre psicólogo e paciente, é possível entender os pensamentos e atitudes que motivam a pessoa a seguir um determinado caminho profissional.

Dessa forma, o especialista consegue obter um conhecimento amplo sobre as profissões que melhor se adequam às visões e prioridades pessoais.

Então, para realizar uma leitura assertiva da situação, o psicólogo deverá:

  • Considerar os medos e anseios da pessoa orientada. Dessa forma, irá ajudá-la a encontrar de forma lúcida o que realmente preenche suas expectativas e contribui à sua autorrealização;
  • Orientar como lidar com a sua realidade e retirar dela o que beneficia a sua carreira;
  • Procurar pontos que podem gerar conflitos futuros e instruir como superá-los de forma lógica e sensata;
  • Analisar as aptidões e como melhorar aproveitar o uso delas.

Benefícios da orientação vocacional

Como vimos, a orientação profissional é importante para desenvolver diferentes noções da pessoa que está indecisa. São diversas as melhorias que o procedimento traz, além de proporcionar uma reflexão sobre os interesses em relação à vida.

Sendo assim, é possível elencar vários benefícios dessa prática:

  • Melhor controle sobre as escolhas;
  • Mais conhecimento sobre o que é pertinente às suas características;
  • Melhor análise de hábitos e expectativas;
  • Melhor análise pessoal sobre as próprias metas.;
  • Capacidade de autoavaliação;
  • Sentimento de realização profissional e pessoal;
  • Autoconhecimento;
  • Aprender a lidar com medos e inseguranças.

Dessa forma, ao encontrar uma área que preenche suas preferências e necessidades, tanto financeiras quanto pessoais, fica mais fácil escolher uma profissão que combina com o seu perfil.

Portanto, a procura de um psicólogo por um apoio profissional proporciona não só uma melhor compreensão sobre os desejos e interesses em relação à carreira, mas agregam valores ao indivíduo como pessoa.

LEIA MAIS: Benefícios da orientação vocacional: escolha melhor sua carreira

Sendo assim, a maior gratificação não é financeira, mas pessoal. A realização íntima é a mais valiosa, pois, assim, a pessoa realmente estará trabalhando com algo em que se sente feliz e satisfeita.

É importante entender que o fator do dinheiro é muito importante, mas ele não deve ser o ponto definitivo da escolha. Por isso, algumas pesquisas mostram que as taxas de desistência de alguns cursos chegam a ser 50%, já que vários alunos entram pensando no status e esquecem totalmente da realização pessoal e dos sentimentos que os motivam.

Então, vou encontrar a profissão certa logo de cara?

Muita calma! Você não irá encontrar, necessariamente, a profissão mais adequada de imediato. Como vimos, o trabalho do psicólogo não é indicar profissões ou falar o que você deve fazer, pois esse papel somente pode ser desempenhado pela própria pessoa.

O especialista irá encaminhar seus pensamentos e dará dicas das melhores áreas a se seguir, segundo o perfil analisado. A orientação serve como uma forma de ajuda para entender melhor os próprios interesses.

O procedimento, então, fará com que as chances de erros diminuam. Assim, o paciente pode projetar a vida identificando as suas motivações, valores, habilidades e necessidades fundamentais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.