Como controlar o estresse no trabalho

estresse no trabalho

Antes da pandemia, um dos principais preconceitos em relação ao trabalho remoto era a possibilidade de perda de produtividade. Entretanto, a necessidade imposta pelo momento, além de muitos estudos e pesquisas sobre o assunto, mostraram que isso é um mito.

Na realidade, as empresas perceberam que seus profissionais mantiveram ou até aumentaram sua capacidade produtiva. Não à toa, grandes companhias manifestaram o desejo de manter o home office mesmo depois da pandemia.

Do ponto de vista do colaborador, a manutenção do home office pode ser algo bom ou ruim. Tudo dependerá de como cada um de nós irá se posicionar frente às exigências do novo formato. Afinal, como manter a concentração e foco em um ambiente nem sempre adequado para o trabalho?

Agende agora uma consulta com psicólogo

Entendemos que a construção e a manutenção de uma rotina equilibrada podem tornar o dia a dia mais produtivo e contribuir para uma melhor qualidade de vida. Porém, nem todos estão conseguindo aproveitar os potenciais benefícios dessa nova dinâmica.

Para alguns, a sensação de que não estão sendo produtivos o suficiente pode se tornar uma pressão excessiva. Para outros, o maior desafio é justamente o trabalho em excesso, que poderá levar exatamente ao oposto dos objetivos desejados, como perda de foco, procrastinação e queda de produtividade.

Como controlar o estresse no trabalho

O perigo, no entanto, fica por conta do acúmulo de estresse mental, que em seu extremo pode gerar um burnout. Independentemente de qual seja seu perfil, para evitar que isso aconteça, é fundamental desenvolver a inteligência emocional e definir as melhores estratégias para cumprir de forma qualitativa todas as tarefas de trabalho.

LEIA MAIS: Como não deixar o trabalho te consumir

Nesse sentido, irei passar algumas técnicas e sugestões do que você pode fazer no seu dia a dia para conseguir um melhor equilíbrio no ambiente de trabalho.

Coloque pausas no seu dia

Você pode começar fazendo pequenas pausas de, aproximadamente, 10 minutos cada. Tente fazer isso de duas a três vezes por dia, inclusive. Nesse início, é interessante colocar um despertador no celular para realizar as pausas. Siga essa rotina até se acostumar e isso tenha virado um hábito.

Em cada pausa levante da cadeira, alongue-se, force um bocejo e depois um sorriso. Nesse tempo, tire um momento para praticar um exercício de respiração consciente. Você perceberá que isso fará toda a diferença no seu dia.

Conheça a plataforma de terapia online da Telavita

Faça uma respiração consciente

Quer saber melhor como realizar a respiração consciente? Fique tranquilo que irei passar um guia bem simples para você conseguir utilizar essa técnica e, assim, diminuir o estresse no trabalho.

Então, feche os olhos. Permita-se por alguns minutos ser apenas um observador do universo. Não interfira e não julgue. Apenas esteja ali. Permaneça esses momentos de olhos fechados e concentrado nos movimentos da respiração.

Dessa forma, procure respirar pelo menos 5 vezes de forma profunda e consciente. Faça do seguinte modo:

– Inspire. Puxe o ar por 3 segundos;

– Mantenha os pulmões cheios por 3 segundos.

– Expire. Solte o ar por 3 segundos;

– Mantenha os pulmões vazios por 3 segundos.

LEIA MAIS: Produtividade e saúde mental: qual a sua relação?

Esses microintervalos de alguns minutos podem ser comparados àquela prática de desligar o “modem” da tomada por alguns segundos. Procuramos “reiniciar” o sistema, ou seja, corrigir lentidões, contrastes e tornando-o eficiente.

Aliás, pesquisas recentes mostraram que as pessoas que não se sentiam engajadas com seus empregos aumentavam a produtividade ao instituírem a prática de microintervalos. Esse método requer pouco tempo do seu dia, então, dê uma chance a ela.

Pratique o mindfulness

Outra sugestão interessante para controlar o estresse no trabalho e melhorar a qualidade do seu dia é utilizar uma prática simples de mindfulness. Você pode adicionar essa rotina já nessas pausas de poucos minutos que irá realizar, conforme o item anterior.

Então, faça os seguintes passos durante algumas respirações:

– Adote uma posição confortável (sentado ou deitado) e deixe o corpo se estabilizar na posição;

– Lentamente, leve a sua atenção para o corpo. Isso pode incluir as sensações físicas (contato do corpo com o chão, temperatura da pele, desconfortos ou pontos de tensão) e percepções de pensamentos ou emoções do momento;

– Gradualmente, comece a levar a sua atenção para as sensações e movimentos da respiração;

– Perceba os movimentos do tórax e do abdômen na inspiração e expiração do ar;

– Note a sensação do ar entrando e saindo pelas narinas durante a respiração;

– Deixe seguir o fluxo natural da respiração e sem tentar alterá-lo. Apenas o observe.

Encontre seu psicólogo online

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.