Saiba como funciona o acompanhamento psicológico após um aborto

0
573
perder filho

Como já citamos no blog, todo tipo de abalo como o aborto é capaz de transformar não só o corpo da mulher mas também trazer muitos traumas e problemas psicológicos, e mesmo que em diversas situações a pessoa se julgue como alguém que superou tudo que passou, isso pode ser um equívoco e mais tarde os traumas e medos se desenvolverão em surtos de pânico, ansiedade ou até mesmo uma depressão.

É necessário o acompanhamento psicológico, porque só assim a pessoa terá um direcionamento que visa profissionalismo, sigilo e respeito e ainda saberá como e porque agir de determinadas formas. A mulher que passou pelo aborto precisa enxergar que não está sozinha, e que ela é capaz de realizar as coisas que sonha para sua vida.

Por que o tratamento com um psicólogo?

A gravidez é um dos momentos mais especiais para a mulher e também para a família em geral, quando todos se chocam com uma realidade trágica, surgem sentimentos como:

  • tristeza;
  • sentimento de incapacidade;
  • raiva;
  • medo;
  • desespero;
  • culpa;
  • agitação;
  • choro;
  • isolamento;
  • falta de memória;
  • perda do apetite;
  • baixa autoestima.

Entre outros diversos sintomas negativos – e é por isso que a presença de um psicólogo em todo esse processo é importante-, as respostas típicas para toda a situação estarão na mente do próprio paciente, mas é através da orientação que tudo se torna capaz de se transformar em superação e principalmente entendimento. É também necessário compreender para que as reações futuras não sejam voltadas sempre para a tristeza profunda ao relembrar esse momento.

Como é o tratamento ?

Primeiro, quando uma mulher passa por toda essa situação de trauma e estresse não há palavras certas que podem ser usadas que acalmarão seus sentimentos, no entanto o tratamento é importante porque mostra que existe uma pessoa, que está ali para ouvi-la e mais do que isso, um profissional que entende seus surtos, medos e choros.

A primeira sessão será de entendimento do que está acontecendo com a pessoa, e ao decorrer do tempo, é possível desmembrar os sentimentos e encontrar soluções práticas.

O tratamento se baseia em encontrar a aceitação para esse trauma, cada mulher reage de uma maneira diferente e é necessário encontrar em seu interior o que motiva a profunda tristeza e amenizar essa ferida. Técnicas serão aplicadas pelos psicólogos online de acordo com o tipo de atendimento que ele é especialista: Gestalt, Junguiana, Cognitivo-comportamental, entre diversos outros (caso queira conhecer mais clique aqui).

Lembrando que nessa fase também é importante contar com ajuda daqueles que convivem com a pessoa. Cada mulher possui uma característica individual, por isso às vezes elas não precisam ouvir nada, somente um sorriso e um abraço bastam para trazer conforto. Por isso algumas frases são inconvenientes nesse momento, como: “ daqui a pouco passa e você nem vai se recordar”, “agora ele é um anjo e vai cuidar de você” ou ainda “ daqui a pouco você engravida de novo”.

Para você que já passou por isso

Para você que já passou por isso, permita-se receber ajuda e viver adequadamente cada momento do luto, pois só assim facilitará a superação. Pois a mulher que não passa pela angústia não consegue seguir, e criará diversas barreiras de forma inconsciente para a sua vida. Para esse tipo de acontecimento, falar e ser ouvida é o melhor remédio, reprimir sentimentos e posicionamentos, absorvendo somente o que culturalmente e socialmente escutam não irá ajudar em nenhum ponto na recuperação.

O aborto é um assunto muito delicado que traz desconforto psicológico e é algo inesperado que consequentemente evolui os sentimentos de culpa, depressão ou angústia. Você só precisa ser direcionada ao entendimento desse momento, e na TelaVita nós podemos te ajudar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.