Tá estressado? Confira 10 perguntas e respostas sobre o estresse!

0
7547
dúvidas sobre estresse

1 – Qual a definição de estresse?

A palavra “estresse” tem origem na língua inglesa (“stress”) cujo significado é pressão”, “tensão” ou “insistência”. O estresse é a reção física, mental e emocional com que o corpo reage sob pressão. É o esforço demasiado que fazemos quando lidamos com situações adversas ou que causam angústia. O corpo reage aos estímulos do ambiente externo de uma determinada maneira. 

O brasileiro, de fato, anda sofrendo muito com esse problema. De acordco com o Instituto de Psicologia e Controle do Stress (IPCS), de 2.195 brasileiros entrevistados, 34% deles disseram ter um nível de estresse “excessivo”.

2 – Estresse é doença?

Fique tranquilo, o estresse não é considerado doença, mas isso não significa não possa ser o causador delas. Segundo o Instituto de Psicologia e Controle do Stress (IPCS) “quando intenso ou prolongado, a reação ao estresse pode enfraquecer o organismo, levando-o a uma condição que propicia uma queda no funcionamento do sistema imunológico de tal porte que vários sintomas e doenças podem manifestar-se”. Portanto, o estresse baixa imunidade e abre caminho para muitas doenças.

3 – Quais doenças o estresse causa?

O estresse pode dar as caras de várias maneiras e níveis. Nos tipos mais graves, doenças podem surgir. O estresse causa câncer? O estresse causa AVC? Essas perguntas são bem frequentes e a resposta para elas é, sim. 

No estresse crônico, a faceta mais grave do problema, pode causar episódios violentos, suicídio, infartos e até câncer.

No estresse agudo episódico, um caso mais brando, o paciente pode desenvolver desde enxaquecas, até hipertensãodores no peito e doenças cardíacas.

4 – Estresse envelhece?

Acredite ou não, a resposta é sim! Pesquisadores da Universidade de Duke, nos Estados Unidos afirmam que a adrenalina, hormônio liberado quando alguém está sob estresse e tensão, pode diminuir a quantidade da proteína P53, responsável por proteger o genoma. Ou seja, aquelas ruguinhas mais recentes podem ter sido causadas pelo excesso de estresse!

5 – O que é estresse crônico?

É conhecido como o quadro mais grave do problema, pois o indivíduo está em constante estado de estresse e não vê saída para a situação, abrindo caminho para doenças como ansiedade e depressão.

Os sintomas aparecem em níveis muito elevados, contínuos e pode causar episódios violentos, suicídio, infartos e até câncer.

6 – Quais são os principais sintomas físicos de estresse?

O que estresse causa no corpo é bem preocupante, já que quando os sintomas são visíveis, é sinal de que o caso já está bem sério.

  • Tonturas e dores de cabeça;
  • Problemas digestivos;
  • Insônia;
  • Dores musculares;
  • Cansaço;
  • Problemas (irritações) de pele;
  • Queda de cabelo;
  • Hipertensão;
  • Formigamento (mãos, por exemplo);
  • Entre outros.

7 – Quais os sintomas psicológicos do estresse?

O estresse mental pode ser mais difícil de perceber, já que muitas pessoas podem confundir um dia atribulado e cansativo com o estresse.  Ele aparece nos detalhes, ou em grandes proporções:

  • Perda de interesse pelas coisas;
  • Alterações de humor;
  • Problemas de atenção, concentração e memória;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Entre outros.

8 – O que fazer para reduzir o estresse?

Respirar corretamente é uma das principais chaves para combater o estresse. Parece simples, mas a maioria das pessoas não faz isso direito. A receita mágica é a seguinte: Respire fundo, inspire pelo nariz, conte até 5 e expire pela boca, contando até 10.

Fazer intervalos e pausas também pode ser uma boa, já que viver num turbilhão de pensamentos, trabalho e atividades podem deixar qualquer um meio doido.  Se estiver se sentindo sobrecarregado, tire uns minutinhos para espairecer, tomar um café, respirar…ás vezes sair do ambiente que causa o estresse mental pode aliviar muito a tensão.

Meditar e praticar yoga são comprovadamente grandes inimigos do estresse. As práticas milenares surtem efeitos positivos na mente e no corpo. O Hospital Israelita Albert Einstein, juntamente com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e o Instituto Appana Mind, realizou uma pesquisa que revelou que 1 hora e 15 minutos de ioga e meditação três vezes por semana, ao longo de dois meses, tem o poder de cortar pela metade a concentração de cortisol e adrenalina. Esses dois componentes em desequilíbrio podem causar sintomas de depressão, cansaço ou fraqueza, ansiedade, estresse, hiperatividade e desatenção.

Conheça aqui 5 dicas para reduzir o estresse!

9 – Praticar atividade física ajuda a controlar o estresse?

A endorfina é conhecida por ser o hormônio do bem-estar e ela é liberada quando colocamos o corpo para mexer. Praticar exercícios físicos dá essa sensação no corpo e evita que doenças como ansiedade, depressão, hipertensão, infarto e até câncer apareçam.

10 – Qual a importância do sono no estresse?

Dormir pouco e/ou mal coloca em risco o funcionamento do organismo e faz com que nos estressemos com mais facilidade durante o dia. O Hospital Israelita Albert Einstein enfatiza:”Quando a dificuldade para dormir passa a ser constante, o rendimento será afetado. Antes de dormir precisamos relaxar! É importante reduzir a adrenalina produzida para garantir um sono reparador.”

Se você está procurando um psicólogo para orientação segura, poderá acessar a TelaVita e começar a experiência da consulta online mesmo!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.