Pressão alta emocional: A hipertensão pode ser causada pelo estresse!

0
73
hipertensão e estresse

A pressão alta emocional tem o estresse como uma de suas possíveis causadoras.

Descansar virou utopia. Em meio ao caos da selva de pedra, cada vez mais pessoas se dedicam aos afazeres, ao trabalho e aos obstáculos que a rotina pede e se esquecem do que o corpo grita. Biologicamente falando, o corpo necessita repousar, afinal, todo o funcionamento do organismo ativo durante o dia precisa de algumas horas para se recuperar e dar início ao processo novamente.

O que é o estresse?

Antigamente, quando vivíamos em comunidades pequenas e dependentes da caça para sobreviver, as situações de perigo eram resolvidas prontamente: ou o sujeito corria do perigo, ou encarava-o. Seja pela morte da caça ou pela fuga, o homem não levava desaforo para a caverna. A  Dra. Selma Bordin, em entrevista ao Hospital Israelita Albert Einstein, explica que “quando nossos ancestrais se deparavam com situações de perigo, como o encontro inesperado com um animal, precisavam defender-se – atacando ou fugindo. As duas reações demandam uma série de ajustes do corpo. ‘O batimento cardíaco acelera porque o coração tem que bombear mais sangue para os músculos que precisam receber mais energia. Há um aumento da respiração e da pressão arterial, entre outras coisas”.

Saiba tudo sobre o estresse aqui em nosso blog!

Hoje em dia deixamos de solucionar diversos conflitos estressores e esse acúmulo pode gerar diversas reações no organismo que são prejudiciais ao corpo e à mente. O que o estresse pode causar mente? A perda de interesse pelas coisas, alterações de humor e problemas de concentração também são alguns exemplos. O estresse causa efeitos negativos no corpo, também. A exemplo disso estão as tonturas e dores de cabeça, problemas digestivos e insônia.

Mas, você sabia que esse problema muitas vezes tão subestimado como algo normal da vida cotidiana, pode ser a fonte da hipertensão? O estresse causa pressão alta que pode ser o primeiro estágio de muitas doenças associadas ao coração.

Pressão alta emocional

Que o estresse aumenta a pressão, é fato. Já explicamos as reações químicas que fazem com que, em situações de perigo, o organismo produza efeitos no corpo e na mente devido a esse estresse. O Dr. Marco Aurélio Dias, em entrevista ao Dr. Drauzio Varella, explica mais sobre a relação estresse e hipertensão.

“Na minha opinião, se considerarmos o sentido amplo do conceito e nele englobarmos sentimentos como intranquilidade interior, sofrimento emocional, infelicidade, o estresse é o principal fator de risco para as doenças do coração. Quem está tenso volta a fumar, tem menos ânimo para as atividades físicas, come mais para compensar a ansiedade, fica obeso e eleva o colesterol. Além disso, a pressão alta tem clara vinculação com a intranquilidade e a agressividade contida que se volta contra a própria pessoa.”

A pressão alta por estresse é mais comum do que pensamos. Ás vezes sentimos que estamos “prestes a explodir” de tantos sentimentos entalados e pensamentos a milhão. Quando reprimimos essas reações químicas e não a liberamos, o estresse acumulado gera efeitos negativos e, um deles, é a hipertensão. 

Quando a pressão é considerada alta?

O valor considerado referência para a pressão alta é de igual ou superior a 14/9. Porém, é importante ressaltar que este é apenas um valor de referência pois é preciso uma específica bateria de exames para, efetivamente, conseguir diagnosticar alguém com hipertensão. 

Qual é a pressão normal?

Recentemente os valores para designar pressão normal, baixa e alta mudaram. No Brasil, a pressão normal é de valor abaixo de 120 por 80. Novamente: sempre esteja em dia com os exames. Somente um médico pode diagnosticar alguém com hipertensão. 

Como baixar pressão alta emocional?

O controle emocional é fundamental para solucionar o problema. Ansiedade aumenta a pressão também, assim como depressão e tantos outros transtornos psicológicos. As doenças psicológicas, como o estresse emocional ou estresse crônico, precisam ser devidamente tratadas com especialistas. A psicologia é uma grande aliada nesse trabalho, pois auxilia na criação de estratégias para minimizar os gatilhos e fazer com que o paciente aprenda a expurgar tanto acúmulo de emoções. E, obviamente, a psicologia precisa ser o braço direito do acompanhamento com um cardiologista para que o controle do físico esteja em dia.

Descubra maneiras de combater o estresse!

O estresse pode causar diversos malefícios ao corpo e à mente. É preciso cuidar para que estresse e pressão alta não apareçam por falta de autocuidado. Seja consciente e mude o seu estilo de vida para um melhor prognóstico futuro!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.