7 comportamentos comuns de pessoas com inteligência emocional no trabalho

inteligência emocional no trabalho comportamentos

“Podemos dizer que muitas vezes a pessoa é contratada porque é um ótimo técnico ou especialista em seu campo, e é demitida por sua limitada inteligência emocional” comenta Roberto Santos, sócio-diretor da Ateliê RH em entrevista ao Globo.

Aliás, 90% das demissões são devidas à falta de inteligência emocional e má conduta dentro do trabalho. Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Page Personnel, consultoria especializada em recrutamento. Ao todo, foram entrevistados 1.400 executivos da área de recursos humanos em 2018.

Como desenvolver a inteligência emocional é imprescindível, seja para conseguir ou manter um emprego. A ajuda de um profissional, então, pode ser chave. A figura do psicólogo ganha força, pois permite trabalhar o autoconhecimento e lidar com gatilhos emocionais que prejudicam a vida da pessoa.

Como controlar as emoções e desenvolver a inteligencia emocional são passos fundamentais para o desenvolvimento pessoal e profissional. Nesse sentido, vamos acompanhar abaixo alguns exemplos de inteligência emocional e como as pessoas as aplicam no trabalho.

1. Sabem controlar as emoções

A inteligência emocional no trabalho começa com um certo controle sobre o que sentimos. Isso não significa rotular nossas emoções como “boas” ou “ruins”, mas compreendê-las pelo o que são e o que representam para nós. Dessa forma, a pessoa consegue evitar desregulamentos no temperamento e tomar decisões com mais autoconsciência.

2. Possuem empatia

Ter empatia é fundamental para entender como desenvolver inteligência emocional. Reconhecer como o próximo se sente e se importar com ele, revela uma qualidade ímpar. Isso permite compreender questões mais complexas do dia a dia e que acabará ajudando nas decisões de trabalho.

3. Sabem dizer “não”

O poder da inteligência emocional é aquele de projetamos nos outros e em nós mesmo. O “não” engloba essas duas esferas. O autocontrole aqui significa ser capaz de evitar situações insalubres. A desgovernança pode causar estresse, esgotamento e até depressão.

4. Desapegam de seus erros

O desapego não resulta em esquecimento, pelo contrário. Um dos exemplos de inteligência emocional no trabalho é manter o erro a uma certa distância, pois assim somos capazes de entender o que não fizemos direito e aprender com a experiência. Ruminar o erro por muito pode tornar a pessoa ansiosa e tímida.

5. Não são perfeccionistas

Trabalhando com a inteligência emocional passamos a entender que não existe perfeição. A busca pelo impecável somente causa desânimo, além de nos deixar com a sensação de fracasso. Saber que fez o melhor possível no tempo designado é importante.

6. Demonstram grandes habilidade sociais

A inteligência emocional na prática, muitas vezes, se traduz em boas habilidades sociais. A comunicação é imprescindível para compreender os outros e deixar claro o que você pensa. O desenvolvimento dessas competências permite uma maior destreza em gerenciar conflitos e liderar.

7. Adaptam-se facilmente

Mudanças são necessárias às vezes e a adaptação é fundamental para o desempenho de novas funções. Desenvolver inteligência emocional na empresa passa por ser flexível e compreender que a estagnação é paralisante.

Quer saber tudo sobre inteligência emocional? Clique aqui.

Avalie este post!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.