Entenda mais sobre o afastamento do trabalho por questões psiquiátricas

0
1064
estresse

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os transtornos mentais são a terceira causa dos afastamentos de pessoas do trabalho, entre todas as doenças psíquicas, a depressão é a de maior frequência na população mundial, sendo também um dos maiores desafios da saúde pública atualmente.

São diversos sintomas responsáveis pelo afastamento das pessoas no trabalho: tristeza, falta de motivação, mudanças repentinas de humor, alterações no sono e principalmente o uso de substâncias psicoativas. Isto é explicado por consequência de ambientes com pouco apoio social, excessivas demandas e cobranças, recompensas inadequadas e comprometimento excessivo dos trabalhadores.

Causas do afastamento do trabalho

Depressão

Pessoas depressivas apresentam sintomas de tristeza constante e perda total de interesse nas atividades cotidianas do trabalho. Além de outras atitudes comuns e até mesmo o grande risco de suicídio.

Normalmente jornadas longas e exaustivas de trabalho somadas com a falta de reconhecimento, além de metas agressivamente longas influenciam no comportamento depressivo. O empregado se força em ambientes e situações assim por medo de ficar desempregado, por isso chega a situações extremas que o melhor a se fazer é o afastamento.

TAG – Transtorno de ansiedade generalizada

São quadros prolongados de ansiedade que impedem a pessoa de realizar atividades simples. Normalmente quem sofre dessa doença tem preocupação excessiva sobre tudo e não consegue se desligar tanto dos problemas pessoais, quanto do trabalho. Desenvolve-se também, sintomas físicos como fadiga, insônia, dores de cabeça e no estômago, dificuldade de concentração e realização de tarefas.

O TAG geralmente aparece após episódios de estresse.

Consumo de substâncias psicoativas

Segundo o INSS nos últimos anos aumentou em 19% o problema decorrente ao alcoolismo, seguido do uso de cocaína e por fim o abuso de maconha, haxixe e alucinógenos.

A dependência de substâncias psicoativas é reconhecido pela OMS como algo que gera compulsão, retira o poder de entendimento e discernimento. Mas antes mesmo de vermos os sintomas, é preciso entender o motivo pelo qual levou o indivíduo a dependência.

Um ambiente estressante de trabalho onde gera ansiedade e angústia podem ser fatores essenciais para trabalhadores virarem usuários dessas substâncias, além de uma depressão ou até mesmo predisposição genética.

Lembrando que se algum colaborador for diagnosticado como dependente, a empresa não pode demiti-lo, pois o mesmo deverá ser afastado de suas funções como qualquer outro colaborador que necessite de tratamento.

Síndrome de Burnout

Uma das síndromes mais comuns, e também conhecida como síndrome de esgotamento profissional, constitui  o esgotamento de toda a reserva física e mental, com isso o colaborados passa a ficar irritado, desanimado e com sensação de fracasso.

Segundo o OMS, no Brasil aproximadamente 30% dos empregados sofrem dessa síndrome.

Processo psiquiátrico

Primeiro é preciso da ajuda de um médico psiquiatra para examinar se as doenças do colaborador estão vinculadas ao trabalho. Após comprovação é preciso agendar uma perícia no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) para comprovar o grau da incapacidade.

Lembrando que o tratamento psiquiátrico não é oferecido pela internet, portanto se um profissional de psicologia online encaminha alguém para um caso de psiquiatria, o paciente deverá realizar consultas presenciais com esse especialista.

Nesta perícia junto ao INSS é possível também provar se a incapacidade e temporária ou definitiva, que dará direito à aposentadoria por invalidez. Assim, as doenças psicológicas tem o mesmo procedimento que as físicas em acidentes, depois de solicitado fica nas mãos da perícia médica decidir se há realmente invalidez.

Todos os colaboradores que passam por esse tipo de situação, precisa do apoio social, essas pessoas vivenciam situações ruins e tentam se esforçar para derrubar todos os obstáculos criado pelo psicológico. É necessário também o acompanhamento de um profissional psicólogo para que através de diversas etapas se possa entender e eliminas totalmente o problema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.