Qual o melhor horário para fazer terapia?

horário terapia

Ótimo! Você decidiu fazer terapia, escolheu a abordagem e o profissional que irão te atender. Tudo pronto para começar, certo? Porém, quando você irá fazer as sessões? Essa é uma questão que muitas pessoas precisam lidar quando estão procurando realizar um agendamento com o psicólogo. Entretanto, existe um melhor horário para fazer terapia?

As opções são diversas. Os profissionais atendem do início do dia até o seu final. Então, como escolher o que é melhor para você? Bem, apesar de essa ser uma escolha que irá levar em conta a rotina da pessoa, existem alguns elementos a se considerar e que ajudam a tomar uma decisão. Afinal, agora que decidimos fazer a terapia, queremos tirar o maior proveito dela, não é mesmo?

Existe um melhor horário para fazer terapia?

Vamos analisar tal questão sobre um ponto de vista mais prático, pois você pode ter muito o que conciliar na vida. Dessa forma, quando pensarmos no horário das sessões de terapia, elas precisam estar ajustadas com a sua programação e rotina.

Como você pode imaginar, a maioria das pessoas prefere realizar o atendimento psicológico no começo ou final do dia. Isso ocorre porque tais horários não colidem com o trabalho e o indivíduo consegue seguir seu cotidiano sem grandes alterações. Entretanto, tenha em mente também que esses horários são os mais concorridos e que pode ser mais difícil de conseguir um apontamento.

Então, devo fazer terapia no começo ou final do dia?

Cada período possui a sua vantagem e se adequa melhor a determinado tipo de pessoa. Nesse sentido, a psicóloga Karen Dempsey comenta que “as consultas de aconselhamento matinais são perfeitas para aqueles que desejam desabafar no início do dia e começar o expediente se sentindo mais leves e focados para lidar com suas reuniões, relatórios e listas de tarefas”.

Em relação as sessões noturnas, a especialista aponta que elas são uma alternativa para pessoas com uma vida profissional frenética, pois oferecem a oportunidade de explorar e processar seus problemas na única hora do dia em que o indivíduo possui um momento livre.

LEIA MAIS: Como é uma sessão de terapia?

Além disso, a psicóloga sugere fazer terapia num momento em que a pessoa esteja mais cansada. Segundo Dempsey, quando estamos nesse estado, podemos nos sentir mais abertos para explorar o que realmente importa na terapia.

“Obviamente, tudo depende de como você estrutura o seu dia. O importante é dar a si mesmo o tempo e o espaço em que estiver mais aberto para trabalhar nas questões que são importantes para você”, complementa a especialista.

E posso fazer terapia durante o expediente?

Nem no começo e nem no final do dia. É possível também realizar a sessão durante o expediente e essa é uma alternativa interessante que vários adotam, principalmente, para dar uma pausa nas atividades, além de conseguir agendamentos mais fáceis.

Porém, é importante notar como a pessoa pode sair da terapia. O atendimento psicológico trabalha com os sentimentos, por isso, é possível que no término da sessão o paciente se encontre num estado emocional mais fragilizado. Entender como você reage ao procedimento também é importante para escolher o horário do atendimento.

Entretanto, é possível minimizar tais efeitos negativos e voltar para as atividades do cotidiano. Nesse sentido, o psicólogo Ryan Howes recomenda separar os últimos cinco minutos da sessão para organizar o que foi dito na psicoterapia por meio de um resumo ou elaboração de um plano de ação. “É bom conversar sobre essa questão emocional com seu terapeuta, pois ele pode ajudar a estruturar a sessão para que seja mais gerenciável para você”, comenta o especialista.

Além disso, Howes também aconselha sair para caminhar antes de voltar ao trabalho. A sugestão é realmente tirar um tempo para limpar a mente antes de começar novamente o expediente. Afinal, essa mudança abrupta de ambientes pode trazer implicações danosas.

O que a ciência diz sobre isso?

De acordo Alicia Meuret, psicóloga clínica da Southern Methodist University, os dados apontam que as sessões de terapia pela manhã são as mais produtivas. Nos testes realizados por sua equipe, pacientes com sintomas de pânico tiveram 30% a mais de melhora nas sessões de manhã em comparação com aquelas realizadas no período da tarde.

LEIA MAIS: Além da terapia: o que fazer para melhorar sua saúde mental

Segundo a especialista, tal resultado pode estar conectado com os níveis de cortisol no corpo. A liberação regular de cortisol desempenha um papel na aceleração do metabolismo e do sistema imunológico para deixar seu corpo pronto para o dia. E é justamente pela manhã que nosso corpo libera mais a substância.

“Já existem boas evidências de que o aprendizado é facilitado pela manhã. Também há boas evidências de que o cortisol facilita o aprendizado”, comenta Meuret. Entretanto, esse é o primeiro estudo a associar o aumento do cortisol matinal com uma maior facilidade para lidar com a ansiedade e o medo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.