Psicólogo e Psiquiatra: o papel de ambos para a saúde mental

0
2117
psiquiatra e psicólogo

Psicólogo e psiquiatra. Duas profissões distintas, mas que acabam sendo confundidas o tempo todo. O fato que não muda é a importância delas para a saúde mental das pessoas. Principalmente se pensarmos que estamos ficando cada vez mais estressados e agitados por causa da rotina.

Segundo a OPAS/OMS (Organização Pan-Americana da Saúde/ Organização Mundial da Saúde), estima-se que 300 milhões de pessoas são afetadas pela depressão no mundo, enquanto 60 milhões sofrem de transtorno afetivo bipolar. A estimativa da Organização Mundial da Saúde assusta e só mostra o papel fundamental que a psicologia e psiquiatria desempenham na atualidade. Então, que tal conhecer melhor sobre esses profissionais?

Psicólogo, o que faz?

Formação:

O psicólogo é o profissional formado em Psicologia. Para isso, é necessário passar por uma graduação de no mínimo 5 anos. A psicologia possibilita a atuação em diversos campos, como por exemplo, clínico, escolar e até jurídico.

Uma curiosidade sobre o assunto é que agora existe o psicólogo online. Sim, desde 2018 é possível realizar a terapia via internet. Uma das empresas que oferece o serviço no conforto da sua casa é a Telavita.

Atuação:

A psicologia é a ciência que estuda o comportamento humano e os processos mentais. Sendo assim, ela será responsável por compreender e decifrar nossos pensamentos, emoções e sentimentos. O psicólogo, então, é aquele que irá utilizar a terapia como um meio para trabalhar questões e problemas psicológicos e comportamentais.

O acompanhamento psicológico, geralmente, é feito através de conversas e técnicas, que o psicoterapeuta irá utilizar, para identificar a raiz desses problemas. Nesse sentindo, também serão exploradas as dminesões sociais e biológicas para melhor compreensão da situação.

Quando devo procurar?

Caso esteja na dúvida, segue abaixo uma lista com alguns casos em que o encaminhamento psicológico pode ser interessante:

– Luto;

– Ansiedade;

– Depressão;

– Dificuldade em relacionamentos;

– Crises existenciais;

– Perda de emprego;

– Testes vocacionais.

O que um psiquiatra faz?

Formação:

O que é o psiquiatra, afinal? Bem, primeiro devemos deixar claro que estamos falando do médico psiquiatra. Sim, o psiquiatra é um médico. Os profissionais da área precisam ser formados em Medicina, ou seja, é necessário um período mínimo de estudo de 6 anos. Porém, como a psiquiatria requer especialização, são necessários pelo menos mais 2 anos para ser considerado um médico especialista psiquiátrico.

Atuação:

Mas qual a função do psiquiatra? Os psiquiatras focam, em geral, na parte orgânica dos transtornos psiquiátricos. Dessa forma, ele irá realizar o cruzamento de informações entre os sintomas apresentados, o histórico médico da pessoa e da família, além de outros fatores. É comum também que o profissional peça exames laboratoriais e testes neurológicos para fazer uma avaliação mais completa.

Estamos tratando de um médico, então, ele é capaz de prescrever medicamentos para o paciente – essa talvez seja a maior diferença entre psicólogo e psiquiatra. Mesmo assim, o psiquiatra é capaz de realizar a psicoterapia, caso necessário. O tratamento na clínica psiquiátrica é realizado, geralmente, uma vez por mês e acaba quando a doença ou distúrbio desaparece.

Quando devo procurar?

Caso você esteja se perguntando “Quando devo procurar um psiquiatra?”, confira a lista abaixo sobre possíveis casos em que o encaminhamento para psiquiatra pode ser interessante:

– Esquizofrenia;

– Dependência química;

– Depressão;

– Bipolaridade;

– Transtorno obsssivo compulsivo (TOC);

– Ansiedade.

A importância do trabalho em conjunto

Então, qual a diferença entre psicólogo e psiquiatra? Em suma, o psicólogo é aquele que investiga o comportamento humano, enquanto o psiquiatra observa mais de perto o lado biológico do transtorno.

O que devemos ter em mente, entretanto, é o potencial da união desses dois profissionais. Aliás, o trabalho em conjunto do psicólogo e do psiquiatra é recomendado para garantir uma melhor saúde mental para o paciente.

Vamos utilizar um caso de depressão como exemplo. Nele, o psiquiatra será responsável por diagnosticar e prescrever remédios para aliviar os sintomas que o paciente está sentindo. Já o psicólogo trabalhará perto da pessoa para que ela consiga entender os problemas que a estão afligindo e, consequemente, resolvê-los. O tratamento, então, continuará até que o paciente consiga levar uma vida saudável e equilibrada, de forma independente, e sem a necessidade do uso de remédios.

O trabalho de um, não significa excluir do outro. Os resultados são melhores quando trabalham juntos e podem complementar as suas virtudes. Compreender a importância do psicólogo e psiquiatra é fundamental quando for pedir ajuda profissional, pois a resposta não está somente em um lugar, mas pode estar nos dois.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.