Como preservar um bom relacionamento

relacionamento

Em todos os meus anos de prática clínica o tema relacionamento é o mais recorrente, afinal, causa dúvidas, medos, incertezas e ansiedade. A grande procura das pessoas pela terapia, geralmente, se dá quando algo não está bem na sua união afetiva. Ou seja, quando existe muitas brigas ou até o término do mesmo.

Entretanto, seria bom que as pessoas nos procurassem antes disto. O ideal seria que buscassem um atendimento profissional quando percebessem que algo ficou estranho, pois, provavelmente, o casal já esteja se desconectando um do outro.

Nesse sentido, talvez até pela rotina que vivemos hoje em dia, os indivíduos só acabam percebendo esse movimento quando já houve o afastamento do casal. O que, em muitos casos, pode ser tarde demais.

O que é um relacionamento?

Sempre tratamos desse assunto no nosso dia a dia, mas, afinal, o que é relacionamento? Bem, relacionamento afetivo é a união de duas pessoas que, por diversas razões, querem seguir uma vida juntas. Nesse sentido, cada um traz uma história, experiências passadas, opiniões, costumes e sentimentos.

Depois de algum tempo de convivência, essas diferenças começam a aparecer surgindo, então, brigas, desentendimentos, desconfiança e até mesmo falta de respeito um com o outro. A infelicidade pode tomar conta da vida do indivíduo, o que, muitas vezes, atua como um gatilho para a depressão.

LEIA MAIS: Como as redes sociais podem afetar a qualidade do seu relacionamento

Não existe apenas uma maneira de manter um namoro ou casamento feliz. Cada pessoa é única e conta com suas próprias características e personalidade, sendo assim, também espera e cobra coisas diferentes em um relacionamento sério.

Dessa forma, cada casal funciona de uma maneira e tem preferências e costumes próprios. O que, muitas vezes, as pessoas não percebem é que a mudança de alguns comportamentos pode melhorar bastante a relação. Então, mesmo com as diferenças, é possível manter uma boa convivência.

Quais são as bases para um relacionamento saudável?

Vamos tentar pensar aqui o que mantém um relacionamento conjugal. Vou trazer alguns pontos que as pessoas não prestam atenção, mas que no fim das contas faz uma enorme diferença.

O que mais observo no consultório é a falta de diálogo entre o casal. Já vivenciei, em diferentes ocasiões, que eles conversam de tudo, menos deles mesmos. Portanto, esse deve ser um ponto de atenção.

Seguindo nessa linha, trouxe algumas questões importantes para você refletir se quiser manter um bom relacionamento. Confira abaixo como ter um relacionamento saudável:

Como manter um relacionamento saudável

– Amor e admiração: sem amor, não há relacionamento. Quando observamos que um casal tem um relacionamento saudável, podemos ver a admiração que sentem um pelo outro. Se não admirarmos a outra pessoa, perdemos o interesse;

– Aceitação e respeito: em uma união saudável, o respeito pelo outro é fundamental. Vale ressaltar que não precisamos sempre estar de acordo com os pensamentos e ideias do parceiro. Um casal pode discutir sobre algo, mas jamais perder o respeito pelo outro. Temos que aceitar as diferenças e continuar respeitando a pessoa;

– Diálogo e comunicação aberta: para manter uma convivência saudável, é necessário falar sobre questões e dúvidas que vão surgindo na relação. O diálogo não é apenas falar da rotina, é conversar sobre insatisfações, dúvidas e questões mais profundas do relacionamento. O casal tem que se manter aberto para aceitar alguns questionamentos do par e tentar manter uma conversa que seja positiva para relação, de modo que não gere desconfortos ou acusações;

– Confiança: se não existe confiança, é possível que surjam ciúmes, medos e distanciamento. É importante que se sintam seguros com o seu par;

– Liberdade no relacionamento e independência: devemos preservar o nosso espaço, nossas opiniões e sonhos. Mesmo estando em uma união cada um é livre e possui liberdade para fazer suas escolhas. Não é o outro que vai decidir por você. Muitas pessoas acham que ao estar em um relacionamento amoroso precisam abrir mão de suas liberdades. Porém, isto acaba desgastando o casal porque chega um determinado momento da relação que a pessoa se cansa de não ser ela mesma;

LEIA MAIS: 5 sinais de um relacionamento abusivo

– Reparação: reconhecer quando magoamos ou machucamos o outro é uma das formas de preservar um casal. Pedir desculpas e reparar o dano é muito positivo para a convivência;

– Solução de problemas: existem muitos problemas de convivência que podem se tornar cíclicos e recorrentes. Eles existem, mas pessoas em relacionamentos saudáveis procuram maneiras de reduzir ao máximo esses conflitos.

– Manutenção do interesse: vivemos uma vida corrida e cheia de atividades, porém precisamos ter alguns dias da semana para sair da rotina. Ir ao cinema ou jantar juntos, por exemplo, poder manter o interesse um pelo outro;

– Reciprocidade: se apenas um dos lados trabalha para manter uma relação, isto não é saudável. As duas partes tem que trabalhar para manter uma convivência saudável, caso contrário, isso pode se tornar um relacionamento complicado;

– Limites: todo relacionamento estável precisa de limites, ou seja, aquela linha de separação entre a pessoa e o parceiro. Quando os limites são claros, há respeito quanto as diferenças de opinião e a união tende a crescer.

Mantendo os relacionamentos

Quando duas pessoas estão juntas e se amam, elas precisam estar em sintonia uma com a outra. Um relacionamento saudável precisa ter alguns pontos principais, como o diálogo, a confiança, o respeito e o amor.

Para que se mantenha o relacionamento a dois, é necessário reinventar, sair da rotina, tratar um ao outro de uma maneira carinhosa e fazer elogios. Depois de anos juntos, as pessoas não se importam com a relação, o que pode gerar um relacionamento desgastado. Então, temos que manter vivo aquele sentimento do inicio da conquista.

Muitas vezes, nesse contexto, tendemos a deixar de lado nossos prazeres individuais. E isso não é nada bom, pois começamos a cobrar dos nossos parceiros essa satisfação que perdemos por conta própria. Essa situação pode colocar o relacionamento em crise. Lembre-se: para fazer alguém feliz, é preciso conseguir se fazer feliz.

A base de um relacionamento

O relacionamento duradouro costuma entrar na rotina e programas repetidos. Com isso, o namoro ou casamento vai se tornando algo chato e monótono. Invente programas diferentes para fazer em casal e tenha noites ou finais de semanas divertidíssimos.

Faça agrados, carinhos e declarações. As expressões dos sentimentos sempre são bem-vindas e renovam o amor entre o casal. Mesmo depois de muito tempo juntos, reserve um tempinho e escreva algo para a pessoa pelo qual a admira e ama.

LEIA MAIS: Saiba como a terapia de casal online na Telavita pode ajudar em seu relacionamento

Dessa forma, o outro irá se sentir mais amado e valorizado e, consequentemente, feliz. Por isso, demonstre seus sentimentos, fale o quanto você o ama, elogie a sua aparência e as suas atitudes.

Quando o casal não conseguir dialogar ou sentir que há algo errado na relação procure ajuda. Isso é fundamental, pois, muitas vezes, os casais se separam e vão repetir o mesmo comportamento na próxima relação.

A terapia de casal é uma das formas de ajuda que o casal pode ter.  Por meio dela, o psicólogo consegue auxiliar o casal a ter um diálogo saudável, resolver seus problemas e estabelecer regras de convivência que melhoram muito o relacionamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.